Arroba caiu e relação de troca piorou no Rio de Janeiro

Desde o início do ano, divergências nos comportamentos dos preços do boi gordo, dos animais de reposição de categorias mais eradas

Desde o início do ano, divergências nos comportamentos dos preços do boi gordo, dos animais de reposição de categorias mais eradas (boi magros 12@ e garrotes 9,5@) e mais novas (bezerros de ano 7,5@ e desmamados 6@) têm movimentado a relação de troca no Rio de Janeiro.

Nos últimos sete meses a arroba acumula queda de 6,3%, para os animais mais erados a desvalorização é de 3,4% (na média das duas categorias) e, na contramão, os preços dos bezerros tiveram aumento de 0,3%. Desde janeiro o recriador perdeu 4,2% do seu poder de compra na troca com bezerros (média das duas eras), e para as categorias mais eradas a queda no poder de compra foi de 0,3%.

Frente a esse cenário há resistência dos recriadores aos patamares de preços vigentes e as negociações esfriaram. Porém, isto não tem possibilitado recuos, já que o cenário de oferta limitada é o fator preponderante no mercado para estas categorias.

Fonte: Scot Consultoria

Crédito: Rural Pecuária