Ciência e tecnologia

Categoria Geral - 1 de agosto de 2016

O agronegócio hoje é resultado de muita ciência e tecnologia.

Sem conhecimentos não se faz nada na agropecuária, ou pelo menos não existe futuro para quem não aplica as melhores práticas no campo. Nesse sentido a rede de comerciantes e rede de revendas rurais têm hoje no país uma missão especial, a de serem os principais agentes de difusão da tecnologia. Afinal, para vender no campo não basta vender, precisa entregar e precisa educar, precisa ensinar a usar e aplicar o conhecimento. O setor de distribuição de insumos agropecuários no brasil, a rede de revendas, só no ano passado movimentou cerca de 34 bilhões de reais. O setor de defensivos, fertilizantes, produtos veterinários e micro nutrientes, a Andav – Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários – informa que por ano, este faz mais de 10 milhões de visitas no campo. Representa hoje, um braço fundamental da assistência técnica no campo e ainda do crédito rural. São cerca de 50 mil profissionais trabalhando no campo e respondem por 70% das vendas dos insumos no Brasil. A distribuição dos insumos e das máquinas agrícolas formam elos fundamentais no relacionamento com os produtores rurais brasileiros, as cooperativas também atuam, além das vendas diretas das empresas para as grandes fazendas, compondo os demais 30 % dos insumos comercializados no país. A rede de revenda rural no Brasil executa ainda outro serviço significativo na sustentabilidade, atuando no recolhimento das embalagens de defensivos, onde no Brasil isso é um excelente exemplo global o relacionamento do produtor rural com o comércio e serviços distribuidor de insumos e máquinas agrícolas. É fator essencial para o acesso ao conhecimento da tecnologia no campo.

Por: Luiz Tejon

Outros Artigos