Os Supermercados São do Agronegócio?

Categoria Geral - 10 de junho de 2019

Prof. Dr. Marcos Fava Neves*

A resposta é sim. São grandes e poderosos participantes do agronegócio, fazendo a comida chegar até os consumidores finais, naquilo que chamamos de “alimentação no lar”. Na próxima coluna falaremos dos restaurantes, chamados de “alimentação fora do lar”. As três maiores redes de supermercados do Brasil vendem quase R$ 150 bilhões por ano. E pensar que o maior do planeta, o Wal Mart, vende mundialmente mais de US$ 550 bilhões por ano… US$ 1,5 bilhão de dólares por dia.

Nestes últimos anos vimos uma verdadeira revolução neste setor, que é o elo em contato permanente com o consumidor final, sabendo exatamente o que cada um de nós compra cruzando dados de programas de fidelidade com os nossos carrinhos. Vimos crescerem as marcas dos supermercados e hoje também encontramos produtos com marcas de restaurantes e de Chef’s de cozinha sendo vendidos em suas gôndolas.

Foi bonito ver também as lojas de bairro se reinventarem e crescerem com serviços e relacionamentos, e hoje temos o varejo digital (e-commerce) explodindo de crescer e alguns modelos de lojas que não tem mais caixas e outros que fazem as compras por nós (vejam no Youtube filminhos do Amazon.go e Amazon.fresh, impressionantes). Muitos criaram restaurantes dentro deles e lindas áreas de comidas prontas para levarmos. Uma baita mudança em 20 anos.

Adoro visitar supermercados “usando o chapéu” de cientista, prestando atenção em tudo. É uma universidade! Na sua próxima visita, vista o chapéu de cientista, e não de comprador, e observe quanta coisa interessante acontecendo.

*Marcos Fava Neves é engenheiro agrônomo, Professor Titular da FEA/USP em Ribeirão Preto e da EAESP/FGV em São Paulo. Especialista em planejamento estratégico do agronegócio


Outros Artigos