Produção de algodão: Como está a produção global e como aumentá-la na sua propriedade

Categoria Geral - 22 de setembro de 2019

Por Ana Lígia*

Como está  mercado do algodão no Brasil

Na safra 2018/19, houve crescimento de 34,2% na produção. Isso equivale ao volume de 6,7 milhões de toneladas de algodão em caroço ou 2,7 milhões de toneladas de algodão em pluma, segundo a Conab.

O aumento da produção também é favorecido pelo aumento da demanda, principalmente na Ásia, além de uma busca maior por fibras naturais, substituindo as sintéticas.

Entretanto, as previsões mostram que poderá haver queda no consumo de algodão em pluma, como mostra a figura abaixo.

produção de algodão

Produção, consumo e exportação de algodão em plumas (em mil toneladas) / (Fonte: Projeções do Agronegócio)

Além disso, os altos estoques de mundiais de algodão e a previsão de alto volume de colheita de algodão fizeram com que as comercializações fossem lentas nas últimas semanas, com quedas de preços.

Nos últimos dias os preços vêm oscilando, visto que ora compradores estão mais flexíveis em pagar preços maiores, ora vendedores cedem nos preços.

Hoje, no Brasil, o principal produtor de algodão em pluma é o Mato Grosso. É a quarta cultura de maior importância para o país, atrás da soja, cana-de-açúcar e milho.

Mato Grosso e Bahia concentram 89% da produção brasileira de algodão em pluma.

produção de algodão

(Fonte: Projeções do Agronegócio)

Produção de algodão: Cenário atual 

O algodão está entre as principais culturas do mundo, movimentando cerca de US$ 12 bilhões/ano, segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa).

Seu processo produtivo envolve em torno de 350 milhões de pessoas, sendo produzido por mais de 60 países, nos cinco continentes.

As cultivares de algodão podem ser divididas em três grupos de maturação, quando considerado o tempo para que 90% dos frutos estejam abertos:

  • Precoce: 120 a 130 dias;
  • Média: 140 a 160 dias;
  • Tardia: mais de 170 dias.

O Brasil é quinto maior produtor mundial de algodão e este ano conquistou o segundo lugar no ranking de maiores exportadores, com milhões de toneladas de pluma exportadas, atrás apenas dos Estados Unidos.

Mas, para chegarmos até aqui, os sistemas de produção passaram por evolução e mudanças.

Umas dessas mudanças foi a colheita mecânica do algodão. Essa inovação aconteceu junto com a migração da cultura para o cerrado, o que também permitiu melhorar a qualidade da fibra.

produção de algodão

Produtividade média das lavouras brasileiras vem melhorando nos últimos anos / (Fonte: Abrapa)

Produção de algodão: Principais desafios na cadeia produtiva

Controle de pragas

Entre os grandes desafios na produção de algodão hoje estão o manejo do bicudo do algodoeiro, a ramulária e os nematoides.

produção de algodão

Bicudo do algodoeiro (Anthonomus grandis) / (Fonte: Inquima)

O monitoramento de pragas no algodão deve ser feito muito de perto pelo produtor, com controle quase diário. E a tecnologia pode ajudar muito nesta tarefa de campo.

Um exemplo é a ferramenta para monitoramento de pragas disponível no Aegro.

O dispositivo permite controlar os insetos-pragas que estão atacando a plantação e indica quando há possibilidade de danos econômicos na sua lavoura.

Você pode utilizar planos de monitoramento diversos (ponto a ponto, pano de batida, etc.) e níveis de controle diferenciados por praga.

Com base nas suas informações, o sistema indica quando fazer a aplicação de defensivos ao atingir o nível de controle, por exemplo.

producao de algodao

Com monitoramento é possível saber a média de infestação de pragas, nível de controle e severidade do ataque em pontos específicos da lavoura

Teste o Aegro e o monitoramento de pragas, gratuitamente, por 7 dias:

  • Computador
  • Celular Android
  • Celular iOS
  • Utilize seus Pontos Bayer para contratar a versão completa do Aegro

Plantas daninhas

Outro importante desafio dentro da produção de algodão são as plantas daninhas.

A cultura do algodoeiro é muito sensível à interferência de plantas daninhas. Isso acontece por que:

  • O algodão possui metabolismo C3, ou seja, de baixa eficiência transpiratória, reduzida taxa fotossintética líquida em alta luminosidade, baixa capacidade de translocação de assimilados;
  • Há crescimento inicial lento, com raízes superficiais;
  • Espaçamento de plantio largo, o que favorece a incidência de luz e consequentemente das plantas daninhas;
  • Ciclo longo.

As principais espécies de plantas daninhas que interferem no ciclo do algodão são:

  • Tiririca (Cyperus rotundus);
  • Cordas-de-viola (espécies dos gêneros Ipomoea e Merremia);
  • Capim-colonião (Panicum maximum);
  • Picão-preto (Bidens), capim-carrapicho (Cenchrus echinatus) e carrapicho-de-carneiro (Acanthospermum hispidum);
  • Capim-colchão (Digitaria horizontalis), capim-pé-de-galinha (Eleusine indica);
  • Caruru (Amaranthus);
  • Trapoeraba (Commelina benghalensis);
  • Amendoim-bravo (Euphorbia heterophylla).

Agora que vimos como está a produção de algodão no Brasil e alguns dos desafios, vamos ver manejos que podem ser adotados para elevar a produtividade.

Manejos recomendados para elevar sua produção de algodão

Um dos manejos adotados pelos produtores é a rotação de culturas. Antes eram apenas soja e algodão, mas agora muitas espécies são utilizadas (como milheto; mamona; feijão; grão-de-bico; sorgo; gergelim; crotalária; estilosantes; e gramíneas forrageiras).

A rotação de cultura, além de trazer melhorias para o solo, permite reduzir a incidência de plantas daninhas, auxiliando na redução do banco de sementes.

Este manejo também permite utilizar herbicidas de diferentes mecanismos de ação.

Alguns fatores são essenciais em todas as culturas como:

  • Planejamento das atividades;
  • Gerenciamento do estoque;
  • Manejo correto do solo;
  • Escolha de variedades adaptadas à região;
  • Compra de sementes certificadas (assim você estará garantindo vigor, germinação, sanidade e pureza varietal);
  • Monitoramento de pragas, doenças, plantas daninhas e nematoides. Assim, você saberá, por exemplo, se uma aplicação deve ou não ser feita, economizando tempo e dinheiro.

Irrigação na cultura do algodão: É necessária?

A irrigação é um outro fator que pode contribuir para o aumento da produtividade da sua lavoura de algodão.

De acordo com Edegar Matter, do Senar-MT, o aumento de produtividade pode ser de até 40% quando utilizada irrigação.

O algodão, durante o todo o ciclo, precisa de 600 mm a 700 mm de água, sendo de 2 mm a 4 mm por dia na fase inicial; e de 4 mm a 8 mm por dia na fase reprodutiva.

Entretanto, segundo especialistas, a irrigação contribui para evitar riscos de déficit hídrico ou, ainda, para garantir com precisão a quantidade de água.

produção de algodão

Brasil tem cerca de 1,5 milhões de hectares de algodão plantados, sendo 40 mil hectares em área com irrigação sendo a Agência Nacional de Águas / (Fonte: Jornal advogado)

Um importante ferramenta que podemos utilizar é o plantio do algodão após o cultivo de plantas de cobertura.

Plantas de cobertura

A cobertura contribui para manutenção dos teores de água do solo, o que ajuda a prevenir o déficit de água caso ocorra algum veranico no início do desenvolvimento da cultura.

Outro ponto importante da cobertura morta é a vantagem no controle de plantas daninhas, auxiliando na redução da infestação.

Este manejo também reduz a alternância de temperatura do solo; proporciona menor incidência de luz; e é considerado uma barreira física e química para as plantas daninhas, pois a cobertura de algumas plantas podem ter efeitos alelopáticos, liberando substâncias que inibem a germinação das sementes.

Além disso, muitas plantas de cobertura são extremamente eficientes no manejo de nematoides como: Meloidogyne incognita (nematoide das galhas), Pratylenchus brachyurus (nematoides das lesões radiculares) e Rotylenchulus reniformis (nematoide reniforme),contribuindo para redução no uso de produtos químicos.

produção de algodão

(Fonte: Embrapa)

Conclusão

O algodão está entre as principais culturas do Brasil e do mundo, com expectativa de aumento na produção mundial pelos próximos anos.

Neste artigo, vimos o cenário da cotonicultura no Brasil e no mundo e os principais desafios desse sistema produtivo.

Discutimos os desafios e alguns manejos que podem ser adotados para melhorar a produtividade da sua lavoura.


Outros Artigos