As plantas podem “dizer o tempo” usando açúcares

“A planta mede continuamente a quantidade de açúcar nas células e usa isso para fazer ajustes”

Um novo estudo realizado por uma equipe internacional de cientistas, liderado pela Universidade de Bristol, na Inglaterra, descobriu que as plantas ajustam seu ritmo circadiano diário ao ciclo diurno e noturno, medindo a quantidade de açúcares em suas células. Plantas, animais, fungos e algumas bactérias podem estimar a hora do dia através de seus ritmos circadianos.

Esses ritmos são regulados por um “relógio circadiano” interno, e o funcionamento desses relógios é uma questão importante para a agricultura e para a medicina. Por exemplo, mudanças nos ritmos circadianos contribuíram para a domesticação das culturas. No estudo publicado na revista Current Biology, a equipe internacional descobriu um processo que ajusta o tempo do relógio do corpo da planta para estar em sincronia com o ambiente.

Eles descobriram que os açúcares feitos da fotossíntese são detectados, e isso leva a planta a se colocar em ritmo com as mudanças no fornecimento de energia ao longo do dia. O Dr. Antony Dodd, da Escola de Ciências Biológicas da Universidade de Bristol, disse que “nossas descobertas mostram o primeiro mecanismo em plantas que move o ritmo circadiano para trás ou para frente para sincronizá-lo com o ambiente.

“A planta mede continuamente a quantidade de açúcar nas células e usa essa informação para fazer os ajustes necessários”, completa. As plantas precisam que seus ritmos circadianos sejam sincronizados corretamente com o dia e a noite, para que suas atividades sejam ajustadas à hora do dia.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems