BC vai aumentar interferência no mercado para tentar conter alta do dólar

O Banco Central decidiu aumentar a interferência no mercado de câmbio para tentar conter a disparada do dólar nesta quinta-feira (18), após denúncias envolvendo o presidente Michel Temer. O banco vai ofertar até 40 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. A oferta é de novos contratos e não para rolar o vencimento de contratos já existentes. Anteriormente, a previsão era que o BC apenas rolasse o vencimento de 8.000 contratos nesta quinta. A maior interferência do banco acontece após o jornal “O Globo” divulgar na véspera que Joesley Batista, um dos sócios da JBS, gravou uma conversa em que o presidente Michel Temer autoriza pagamentos para silenciar o ex-deputado Eduardo Cunha, preso desde outubro. Temer admite o encontro, mas nega a conversa. (Com Reuters)