Caminhão autônomo será lançado em 2020

A startup da área de transportes Einride, localizada na Suécia, anunciou que pretende lançar no mercado um caminhão elétrico, totalmente autônomo e remoto já em 2020. O T-pod não possui cabine e foi projetado com a capacidade de transportar cerca de 16 toneladas de cargas fora das rodovias sinalizadas.

O novo caminhão possui uma bateria que garante uma locomoção por, no máximo, 200 km de deslocamento. De acordo com Robert Falck, CEO da Einride, a otimização gerada pela falta da cabine permite que o veículo seja mais barato e economize energia na hora da arrancada e do transporte, já que é mais leve que os meios de transportes tradicionais.

“A falta de uma cabine permite mais capacidade de transporte, bem como uma maior eficiência do motor totalmente elétrico do veículo. A cabine do motorista é o que torna os caminhões caros quanto à produção, e ter um motorista na cabine é o que os torna caros quanto à operação”, explica.

Caso o caminhão não consiga se locomover de forma totalmente autônoma por algum motivo, um operador poderá assumir o controle mesmo estando a quilômetros de distância através de uma rede de dados móveis. Falck comemora a economia de investimento que a transportadora terá ao comprar o sistema que é vantajoso porque permite que apenas um motorista pode controlar vários caminhões ao mesmo tempo.

“Remova a cabine e substitua o motorista por um operador que possa monitorar e controlar vários veículos ao mesmo tempo, e os custos podem ser reduzidos significativamente. Além disso, operar um veículo a distância permite um ambiente de trabalho muito melhor, como já demonstrado em indústrias como a da mineração”, conclui.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems

Crédito: Einride