Clima aponta boa safra na Argentina e quebra no Brasil

Mapas climáticos da MDA Meteorologia projetam temperaturas favoráveis a geadas no Oeste do Rio Grande do Sul e do Paraná em Agosto, justamente a época mais sensível para o trigo – a de formação dos perfilhos. Enquanto isso, na Argentina as temperaturas deverão ser mais amenas, permitindo o bom desenvolvimento das lavouras, na mesma época.

A Consultoria FC Stone, que divulgou a previsão, alerta que “quedas súbitas de temperatura e termômetros abaixo de zero nas madrugadas são alguns dos principais problemas ao desenvolvimento do trigo no sul brasileiro, uma vez que o congelamento das plantas resultam em intensa redução de produtividade e aumenta drasticamente as chances de quebra, como aconteceu nas safras 2014/5 e 2015/16 no Brasil”.

Como consequência, se houver boa safra argentina e quebra no Brasil, “o trigo brasileiro estará no pior dos cenários, porque, dada a boa oferta do vizinho país, a preços relativamente baixos, os produtores brasileiros não se beneficiarão da falta de mercadoria e os preços deverão subir pouco”, conclui a FC Stone.

Segundo o analista sênior da Consultoria Trigo & Farinhas, Luiz Carlos Pacheco, é necessário esperar ainda por mais algum tempo antes de se afirmar essa tendência como certeza. De acordo come ele, o prazo para que tudo isso aconteça é ainda muito longo, e tudo poderá mudar até a colheita (que começa em Setembro na Região Sul).

Fonte; Agrolink