Com apoio da Fundag e do setor privado, novo laboratório do programa Quepia tem obras iniciadas em Jundiaí

Centro de pesquisas que estuda a exposição do trabalhador aos defensivos agrícolas certificará qualidade de luvas de proteção fabricadas no Brasil 

Jundiaí (SP) – Com apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag) e patrocínio de empresas do agronegócio, o Programa IAC de Qualidade de Equipamentos de Proteção na Agricultura (Quepia) iniciou a obra de um novo laboratório na cidade de Jundiaí (SP). O local será voltado ao desenvolvimento de pesquisa e conhecimento tecnológico aplicados a luvas de proteção utilizadas no manuseio de agroquímicos nas lavouras. A inauguração está prevista para o mês de setembro próximo. 

De acordo com o pesquisador científico Hamilton Ramos, coordenador do programa Quepia, o novo laboratório é um dos mais modernos do mundo na área e único no Brasil. Ele assinala que com base em equipamentos de última geração, e na experiência de pesquisadores especializados, o Programa Quepia passará a atuar como um braço de fomento ao aprimoramento da qualidade de manufatura na indústria de luvas protetivas. 

“Estendemos agora à indústria de luvas o trabalho que o Quepia realiza com sucesso há doze anos junto à indústria nacional de vestimentas de proteção agrícola”, acrescenta Ramos. “O novo laboratório contará com equipamentos e metodologias para medir o impacto de ingredientes ativos de agroquímicos sobre a eficácia protetiva e a durabilidade de luvas agrícolas. Realizará ainda testes de alta precisão em avaliações de resistência e segurança de matérias-primas utilizadas na indústria de EPI”, continua o cientista. 

Ramos destaca ainda que o programa Quepia não tem fins lucrativos e está aberto à adesão de todos os fabricantes de luvas atuantes no Brasil. O objetivo do programa, assinala ele, a exemplo do que ocorre na indústria de vestimentas de proteção, é convencer às empresas do segmento a submeter seus produtos a certificações de qualidade realizadas com base em normas internacionais da ISO – International Standartization Organization. 

“Luvas aprovadas nas avaliações de qualidade do laboratório receberão o Selo IAC-Quepia. Este selo transfere reputação de credibilidade e ganhos à imagem de marca das empresas, pois é percebido no agronegócio como um aval de qualidade único no País”, conclui Ramos. 

O programa Quepia é uma iniciativa liderada pelo Centro de Engenharia e Automação do Instituto Agronômico (CEA/IAC), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Assessoria de Imprensa/BIA – Bureau de Ideias Associadas, Imprensa e Com. Est.

Crédito Imagem: