Com inflação abaixo da meta, BC poderá acelerar redução dos juros

A taxa de inflação caiu praticamente à metade desde abril de 2016 e, pela primeira vez em quase oito anos, ficou abaixo do centro da meta fixada pelo governo, de 4,5%.

A queda rápida da inflação resultou de uma combinação de fatores, em especial os efeitos da prolongada recessão sobre a renda e o emprego, mas também de ganhos de credibilidade da equipe econômica e um pouco de sorte.

Isso deve permitir que os juros caiam a um ritmo mais intenso nos próximos meses, abrindo caminho para que o Banco Central experimente um piso inferior ao previsto hoje pela maioria dos analistas do mercado financeiro.

Os alimentos registraram, entre setembro e abril, a mais baixa variação desde 1991, de acordo com Iana Ferrão, analista do banco Credit Suisse. Os alimentos respondem por um quarto do principal índice de inflação do país, o IPCA.

Fonte: Folha de S.Paulo