Consumo não ajuda a alavancar o preço da arroba do boi gordo

Cenário de preços firmes permanece no mercado do boi gordo

O cenário de preços firmes permanece no mercado do boi gordo. Em São Paulo as indústrias com dificuldade de compra estão atrás de boiadas para os primeiros dias da semana que vem e ofertaram, em média, R$143,00 por arroba à vista (livre de Funrural) na última quinta-feira (2/8). Mas alguns frigoríficos que trabalham com termo conseguiram garantir as escalas de abates para o início da segunda quinzena de agosto e endurecem as negociações, ofertando até dois reais a menos pela arroba.

E, por mais que o período de entressafra siga seu “instinto” diminuindo a disponibilidade de boiadas, comportamento alinhado também ao volume singelo do primeiro giro, o início do mês ainda não reverteu o cenário de enfraquecimento das vendas de carne, limitando o apetite das indústrias. Mas a demanda ainda pode trazer surpresas positivas. Com o Dia dos Pais, a volta às aulas e o recebimento dos salários, o consumo poderá melhorar e assim é possível que o movimento de alta da arroba ganhe força nos próximos dias.

Fonte: Scot Consultoria

Crédito: SUCA