Demanda em baixa mantém mercado do sebo pressionado

No Brasil Central, o produto está cotado em R$2,05/kg, livre de imposto. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve queda de 2,4%, considerando os preços nominais.

Há negócios ocorrendo acima da referência, porém, pontuais.  No Rio Grande do Sul, o sebo está cotado em R$2,25/kg, nas mesmas condições. Em relação ao início do ano, houve desvalorização de 15,1%.

A menor competitividade da gordura animal em relação ao óleo de soja deve manter a procura pelo sebo em baixa no curto prazo.

Fonte: Scot Consultoria