Festival Receitas do Campo será lançado no dia 14 de junho em Jataí

Expectativa é que sejam realizadas 25 edições em todo o Estado de Goiás até o final deste ano. Receitas premiadas vão fazer parte de um livro
Resgatar os pratos típicos da culinária rural e apresentar o potencial e a atratividade da gastronomia do campo. Estes são objetivos do 2º Festival Receitas do Campo, programa realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) e a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), em parceria com Sindicatos Rurais dos municípios. O lançamento da edição 2017 do festival será na próxima quarta-feira, 14 de junho, às 13 horas, no Tatersal do Parque de Exposições de Jataí. Até dezembro deste ano, a expectativa é que sejam realizados 25 festivais em diferentes cidades goianas.
Como o tema ‘Sabor e Tradição’, o 2º Festival Receitas do Campo contemplará três categorias – Almoço e Jantar, Lanche da Fazenda e Sobremesa Rural. Os cozinheiros terão total liberdade de criação das receitas de acordo com a categoria inscrita, sendo obrigatória a inclusão, na receita, de no mínimo dois ingredientes que sejam componentes característicos das mesas da família rural e de conhecimento popular (lista abaixo). Os ingredientes regionais utilizados devem ser destacados nas receitas.
Segundo a coordenadora de Ações e Projetos do Departamento Técnico do Senar Goiás, Andréia Peixoto, o festival representa exatamente essa oportunidade de expor o potencial e a atratividade da gastronomia rural, evidenciando que cada receita é um prato recheado de história e cultura da família rural. “O evento serve de estratégia para demonstrar que os hábitos alimentares pertencem ao patrimônio histórico cultural de cada região e que estão de acordo com os princípios do Senar Goiás, principalmente em promover a cidadania, qualidade de vida e a inclusão social das pessoas do meio rural”, ressalta.
Fases
O projeto contempla três etapas – sensibilização e mobilização, realização do festival nos municípios e elaboração e publicação do livro Receitas com Histórias do Campo. A primeira tem o apoio dos coordenadores regionais e de instrutores do Senar Goiás na mobilização dos Sindicatos Rurais interessados em participar do festival, a segunda será a realização dos festivais nos municípios que aderirem à iniciativa e a terceira a elaboração e publicação de um livro com as melhores receitas.
Os interessados em participar deverão fazer inscrição prévia e gratuita no Sindicato Rural do município que aderir ao programa, de acordo com o cronograma apresentado pela equipe organizadora local. Para se inscrever, o participante deverá preencher o formulário de participação por completo, descrever o prato, apresentando informações como breve descrição da história da receita (como aprendeu a fazer ou criou este prato, qual a importância da receita) e fazer referência ao tema. Cada interessado somente poderá concorrer com uma receita por inscrição.
As receitas validamente inscritas serão apreciadas por uma comissão tríade julgadora, composta por voluntários indicados pela comissão organizadora, representantes do Senar, Sindicatos Rurais ou convidados dessas instituições. Como premiação, serão publicadas no livro as três melhores receitas das categorias concorrentes de cada edição da cidade participante – 1º lugar da categoria Almoço e Jantar, o 1º lugar da categoria Lanche da Fazenda e o 1º lugar da categoria Sobremesa Rural. Por ser um evento de caráter sócio cultural, não será feito pagamento para os participantes e parceiros. O regulamento com mais informações sobre o festival está disponível no site: www.senargo.org.br.
Sugestões de ingredientes
Origem animal – carnes suína, bovina, ovina e caprina, frango e galinha caipira, ovos caipira, leite, mel e peixes como tilápia, tambaqui, caranha, pintado, tucunaré, tambacú, Matrinchã, piau, traíras, pacu caranha e pacu.
Vegetais – abacate, abacaxi, bananas, laranja, maracujá, acerola, pitanga, goiaba, tamarindo, graviola, melancia, limão, mangaba, pequi, murici, cagaita, baru, araticum, cajá, carambola, buriti, abóbora, milho, maxixe, couve, mandioca, quiabo, jiló, inhame, batata doce, cará, guariroba, coco, feijão, arroz.
Processados – queijos, rapadura, melado, doce de leite, linguiças, torresmo, carne de sol, banha suína, coalhada, cachaça artesanal, farinha de mandioca, polvilho, fubá e farinha de milho.