Frio nos EUA causa danos à plantações de trigo e estimula forte alta no mercado; veja fotos

Danos causados pelo frio, com geadas e neve em áreas produtoras de trigo dos Estados Unidos, fizeram com que o mercado da commodity testasse ganhos de seis semanas, com altas de mais de 2% nesta segunda-feira (1º). Chuvas fortes em áreas ao Leste do Centro-Oeste também estão causando enchentes de campo. Operadores na Bolsa já estão preocupados que essa condição climática afete a produção global de grãos.

A agência de agricultura FranceAgriMer relatou na sexta-feira um declínio acentuado nas condições de cultivo para o trigo, com a quantidade de trigo classificado como bom/excelente caindo para 78% ante 85% na semana de 24 de abril.

“Com a geada em Kansas, Colorado e até mesmo se estendendo até Oklahoma, o mercado está preocupado com quanto da cultura foi danificada”, disse Andrew Woodhouse, analista de grãos da Advance Trading Australasia, em referência a queda do trigo. Esses estados são próximos de Iowa, maior origem produtora de soja dos EUA. No entanto, até o momento, não há informações de que a condição afetou áreas de soja e milho, que estão em plantio.

Ainda assim, esses mercados sentem o pessimismo com a possibilidade de baixa na produção de grãos no país. Nesta manhã, por volta das 9h, o milho subia pouco mais de 1,5%, a US$ 3,72 por bushel no vencimento maio/17. A soja tinha ganhos de cerca de 1%, cotada a US$ 9,64 por bushel, enquanto o trigo avançava cerca de 2,50%, a US$ 4,43 por bushel, mas chegou a subir até 2,5%, para US$ 4,43 por bushel.

Fonte: Notícias Agrícolas