Índice de Confiança do Agronegócio cai 8,6 pontos percentuais no trimestre

Pela primeira vez após o Impeachment os números ficam abaixo do patamar de neutralidade
O Índice de Confiança do Agronegócio (ICAgro) no último trimestre caiu 8,6 pontos percentuais em relação ao período anterior, fechando em 98,5 pontos, abaixo do índice de 100, considerado o nível de normalidade. A divulgação foi realizada durante evento realizado pela Federação das Cooperativas Agropecuárias no Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS), em Porto Alegre (RS). O ICAgro é realizado pela Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) e Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).
Depois do período pós Impeachment da presidente Dilma Rousseff houve um aumento no nível de confiança moderado do produtor, que permaneceu até o início do ano. Pela primeira vez desde então o nível voltou a baixar da casa dos 100.
No ICAgro, são entrevistados produtores e representantes de empresas de antes e depois da porteira. Os três grupos tiveram queda uniforme, fato raro desde o início da divulgação do índice, em 2013.
Nos produtores, houve diferença em relação aos agricultores e pecuaristas. Enquanto o primeiro grupo ainda manteve índice de confiança elevado, o segundo teve queda acentuada. Enquanto os produtores agrícolas tiveram um alento com a alta dos preços das commodities, embora os custos ainda estejam freando uma maior otimismo, os produtores pecuários sentem efeitos em relação às crises de imagem após operações como a “Carne Fraca”. A pesquisa ocorreu durante a greve dos caminhoneiros, mas os efeitos devem ser refletidos no próximo índice.
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective
Crédito: Domínio Público/Pixabay