16.3 C
Jatai

Infocafé – 23/03

N.Y. finalizou a terça-feira em baixa, a posição maio oscilou entre a máxima de +0,50 pontos e mínima de -2,65 fechando com -2,50 pts.

A moeda norte-americana recuou 0,05%, cotada a R$ 5,5146. No exterior, os investidores analisaram as declarações do chair do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, e da secretária do Tesouro, Janet Yellen, em busca de pistas sobre o ritmo da recuperação econômica. Na Europa, a Alemanha decidiu ampliar seu lockdown até 18 de abril, pedindo a cidadãos que fiquem em casa para tentar parar uma terceira onda da pandemia de Covid-19. Os preços internacionais do petróleo chegaram a cair 4% nesta terça. Por aqui, sondagem da FGV mostrou que a confiança do consumidor caiu 9,8 pontos em março, para o menor valor desde maio de 2020, em meio ao “recrudescimento da pandemia de Covid-19 em todo o país e do colapso do sistema de saúde em várias cidades”. Já o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central divulgou a ata de sua última reunião, realizada na semana passada, indicando que pode elevar, novamente, taxa em 0,75 ponto, para 3,5% ao ano, em maio. No documento, o BC avaliou que a retomada da economia brasileira surpreendeu positivamente no início de 2021, mas acrescentou que os dados ainda não contemplam os possíveis “efeitos do recente e agudo aumento no número de casos de Covid-19”. Nesta segunda-feira, a média móvel de mortes por coronavírus no Brasil bateu novo recorde pelo 24º dia: 2.298 por dia. “A OMS alertou que mortes no Brasil dobraram no último mês e que 25% das mortes mundiais da última semana foram apenas no Brasil, cobrando que condução da pandemia esteja alinhada em todas as esferas de poder”, destacou a corretora Terra Investimentos, em nota a clientes, lembrando que até o momento, o país segue sem ministro da Saúde.

Um bloqueio atmosférico impede que as frentes frias chuvosas desloquem-se da Região Sul para as áreas de café da Região Sudeste. Por isso, o tempo permanecerá quente e com pouca chuva sobre as áreas de café até pelo menos o próximo fim de semana. Algumas pancadas de chuva são esperadas na divisa de São Paulo com Minas Gerais, mas serão esparsas, com baixo acumulado e não deverão repor a umidade do solo. A partir da segunda-feira da próxima semana, o bloqueio atmosférico será rompido e a chuva mais abrangente retornará ao Paraná e Alta Paulista. A partir da terça-feira da semana que vem, a chuva mais significativa retornará à Baixa Mogiana e sul de Minas Gerais. Até 05 de abril, os maiores acumulados de chuva são esperados nas duas Regiões, além da Zona da Mata e sul do Espírito Santo, todas as áreas com algo entre 20mm e 50mm.

Fonte: Mellão Martini

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas Publicações

ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS