Infocafé de 18/07/18

N.Y finalizou a quarta-feira em baixa, a posição setembro atingiu a mínima de -1,75 pontos fechando com -1,10 pts.

O dólar comercial fechou em queda de 0,12%, cotado a R$ 3,8420. Com o recesso parlamentar, as atenções estavam voltadas para as decisões de partidos sobre suas pré-candidaturas e eventuais coligações nas eleições de outubro. Nesta quarta, o PTB anunciou apoio à candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB). Investidores temem que um candidato que considerem menos comprometido com as contas públicas vença a disputa. No exterior, o mercado ainda dava sinais de alívio após o presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, indicar, na véspera, que os juros no país devem subir aos poucos. Um ritmo de aumento mais acelerado pode atrair para os EUA recursos aplicados hoje em outras economias, como a brasileira.

Reforçando o coro dos descontentes com a política de preços mínimos do frete rodoviário, os exportadores de café não se arriscam a estimar perdas em função da medida. Para o presidente do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé), Nelson Carvalhaes, o cenário do mercado só deve estar mais claro pelo menos daqui um mês. Carvalhaes reconhece que pode haver um impacto negativo da tabela do frete sobre a cafeicultura. Segundo ele, praticamente toda a produção é transportada por rodovia. No entanto, o custo do transporte não chega a representar mais de 3% do valor de uma saca de 60 quilos. Situação bem diferente da de segmentos como soja e milho, onde o frete tem mais peso. “Para o café, qualquer centavo de ganho é importante. Mas o efeito do frete no preço do produto é pequeno. A tabela é um fato novo e o momento é delicado porque o café precisa sair da produção. Precisamos ver como isso vai funcionar durante a safra”, diz o presidente do CeCafé. O executivo avalia que o mercado vinha funcionando depois do fim da greve dos caminhoneiros, apesar do impasse nas discussões sobre o preço mínimo do frete rodoviário. Tanto que as exportações de café cresceram em junho, de acordo com os dados da própria entidade, divulgados nesta semana. Para matéria completa acessem https://bit.ly/2L3N6RY . Fonte: Abic.

A 44ª edição do Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras acontecerá de 23 a 26 outubro de 2018. O evento será realizado no Centro de Convenções do Hotel Dan Inn, em Franca-SP, na Mogiana Paulista, região cafeeira com bom nível tecnológico nas lavouras e excelente qualidade nos seus cafés. Para o sucesso do evento é muito importante a remessa de trabalhos de pesquisa, visando a publicação no livro dos Anais e no CD, além de sua discussão nas Sessões de Apresentação do Congresso. Sendo assim, esperamos seus trabalhos, os quais serão de grande utilidade ao avanço da cafeicultura. Os trabalhos podem ser encaminhados para o email: [email protected], até 12 de setembro/18, às 18 horas. Outras informações podem ser obtidas através do site  http://fundacaoprocafe.com.br/eventos/congresso   ou do telefone: (35) 3214-1411

Fonte: Mellão Martini