Mesa Brasileira assina parceria que trará benefícios financeiros aos produtores sustentáveis do GIPS

O objetivo é que os produtores que realizam práticas sustentáveis sejam monetizados por isso

A Agrigooders, moeda digital sustentável do agro criada em parceria da SIA – Serviço de Inteligência em Agronegócio, Dreams & Purpose Consulting e Gooders, fechou uma parceria com a Mesa Brasileira da Pecuária Sustentável (GTPS). O objetivo é de unir os propósitos voltados à sustentabilidade fomentando a cadeia produtiva da pecuária.

O GIPS – Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável – ferramenta criada pelo GTPS para avaliar o nível de sustentabilidade das fazendas, será utilizado para validar as ações sustentáveis implementadas pelos produtores rurais, e que serão monetizadas via Agrigooders.

Segundo o CEO da Agrigooders, Rafael Brauner, a parceria com o GTPS é importante por estarem atrelados ao mesmo propósito de fomentar e agregar valor à sustentabilidade na pecuária. “É importante ter a Mesa Brasileira como primeira parceira estratégica. Com a parceria, produtores que realizam práticas sustentáveis receberão a moeda digital que pode ser trocada por descontos em mais de 70 estabelecimentos ou transacionar seus créditos em moeda corrente”, observa.

A parceria também inclui a realização de uma prova de conceito (PoC) com os quase 1 mil produtores cadastrados na ferramenta do GTPS, o GIPS. Aqueles que declararam boas práticas realizadas em suas produções e foram bem nivelados após a avaliação, também serão contemplados com Agrigooders.

“Vamos trazer benefícios concretos para o produtor rural que está atento à questão da sustentabilidade”, conta a diretora executiva do GTPS, Luiza Bruscato. “É um passo inédito que damos para cumprir nossa missão e incentivar a busca por caminhos cada vez mais sustentáveis na pecuária brasileira”, completa.

Monetização da sustentabilidade

A proposta da Agrigooders é monetizar de forma simples e direta o mercado global dos pagamentos por serviços socioambientais gerados pelo sistema de produção agropecuário sustentável, acelerando de forma expressiva a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no setor.

A ideia é que todo um conjunto de boas ações e de sustentabilidade em diversos ambientes da cadeia produtiva possam ser capitalizadas. Com isso, é esperado que o campo acelere sua agenda positiva e a moeda Agrigooders possa ser utilizada pelos seus beneficiários no varejo conveniado, sejam lojas de insumos rurais ou urbanos.

Sustentabilidade na pecuária discutida de ponta a ponta na cadeia

A Mesa Brasileira da Pecuária Sustentável reúne todos os elos da cadeia de produção da carne bovina com um objetivo comum: promover a sustentabilidade na pecuária. São mais de 60 organizações associadas nas categorias: produtores rurais, empresas de insumos e serviços, frigoríficos e indústrias, varejos e restaurantes, instituições financeiras e representantes da sociedade civil.

Grandes players do setor, organizações relevantes, startups e empresas de destaque no agronegócio brasileiro somam forças, agregam diferentes pontos de vista, trazem experiências e alinham conceitos sobre temas relevantes e que estão em alta no cenário da pecuária para impulsionar a afirmativa de que é possível produzir carne com a manutenção da biodiversidade.

Indicadores da Pecuária Sustentável

Entre as entregas do GTPS à sociedade está o GIPS – Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável. A ferramenta totalmente gratuita auxilia produtores rurais a avaliar o nível de sustentabilidade das atividades da própria fazenda. Para isso, o usuário deve se cadastrar e preencher um questionário com indicadores relacionados ao meio ambiente, à gestão do negócio (rentabilidade) e de pessoas (trabalhadores), e ao impacto à comunidade local.

Após o preenchimento, a plataforma gera um relatório com informações sobre o momento atual na jornada da sustentabilidade e o que pode ser melhorado e, ainda, aponta caminhos para isso ser feito. As estratégias podem resultar em uma diferenciação de mercado e, consequentemente, em mais rentabilidade.

Fonte: GTPS