México e Espanha fortalecem cooperação de controle biológico

O Serviço Nacional de Saúde, Segurança e Qualidade Alimentar (SENASA) do México e a Delegação da Espanha na região de Extremadura tiveram há algumas semanas um encontro técnico-científico para fortalecer a cooperação para o desenvolvimento de programas de controle biológico. O projeto em questão visa reforçar a saúde vegetal

Os participantes concordaram que o controle biológico ganhou importância na proteção fitossanitária, como tem provado ser uma tecnologia sustentável e útil no combate a pragas agrícolas, uma vez que resulta em benefícios para o desenvolvimento das comunidades rurais, conservação do meio ambiente e proteção da saúde pública. O Vice-diretor da agência de controle biológico do Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (Sader), Hugo Cesar Arredondo Bernal, explicou que no México técnicas diversas de controle são usadas para combater pragas regulamentadas como citrus huanglongbing, cochonilha-de-rosa hibisco, mosca citrino castanho, moscas de fruta, ácaro vermelho da palma, sorgo afídeo amarelo, mosca da fruta e besouros complexos.

Como parte da reunião, o Secretário-Geral da Ciência e Tecnologia e Inovação da Junta de Extremadura, Jesús Alonso Sanchez, reafirmou o seu interesse na obtenção de um acordo de colaboração para a transferência de tecnologia para o controle biológico da mosca do vinagre de asas manchadas. Durante a sua estada no país, os visitantes estiveram nas instalações do Centro de Referência Nacional para o Controle Biológico (CNRCB) SENASICA, que destacou sua infraestrutura tecnológica, bens e instalações refletem o compromisso de Sader com o setor agrícola para implementar técnicas sustentáveis no controle de pragas e doenças.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems