“Agricultura produz pouco do que a cozinha precisa”

Agricultura - 10 de fevereiro de 2019

Mark Bittman é dono de uma franquia de estabelecimentos comerciais e tem mais de 20 livros publicados

O cozinheiro e pesquisador norte-americano Mark Bittman afirmou, em entrevista ao portal especializado agriculture.com, que a agricultura mundial, especialmente a dos Estados Unidos, não está produzindo o que a cozinha precisa. Ele é dono de uma franquia de estabelecimentos comerciais e tem mais de 20 livros publicados.

“A maioria das nossas maiores culturas é altamente processada em alimentos que não servem para o cozinheiro doméstico. Na verdade, a maioria das culturas se transforma em junk food (ou etanol, ou ração animal). O que os agricultores que querem realmente vender para os cozinheiros deve fazer em vez de monocultivo, é cultivar alimentos orgânicos ou quase orgânicos para vender nos mercados locais, ou fazer alimentos de alta qualidade e valor agregado, como um bom queijo. Infelizmente, isso não é uma realidade para a maioria dos agricultores”, comenta.

Além disso, ele falou também sobre a crescente onda do vegetarianismo, dizendo que ela não reflete, necessariamente, os prismas de uma alimentação saudável. Segundo ele, as pessoas dos Estados Unidos precisam aderir a uma alimentação com mais vegetais, mas isso não significa abandonar o consumo de carne.

“Há muitos argumentos fortes para produtos de origem animal, incluindo carne, na dieta. Eu não sou ‘antimeat’ em tudo, mas todo mundo sabe que os americanos precisam comer mais vegetais. Isso não tem nada a ver com ser vegetariano. Obviamente, se as pessoas disserem que a única maneira de comer mais vegetais é ser vegetariano, ótimo. Há poucas razões para eliminar carne e peixe de sua dieta, mas há todos os motivos para comer mais do reino vegetal”, conclui.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems

Outras Notícias