Alerta Agroclimático – 02 junho 2016

Previsão do Tempo - 2 de junho de 2016

A presença ainda da frente fria associada ao corredor de umidade mantém o tempo instável e com possibilidade para ocorrências de pancadas de chuvas em quase todas as localidades dos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e também sobre toda a faixa sul do Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. Tempo aberto e sem previsões para chuvas nessa quinta-feira no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, faixas centro-norte do Mato Grosso, Rondônia, Goiás e Minas Gerais, bem como em todo o Matopiba. No Pará, há previsão para chuvas nessa quinta-feira apenas na metade oeste e norte do Estado. E esse padrão meteorológico deverá se manter inalterado ao longo de todo esse restante de semana, com previsão de chuvas mais fortes no Paraná, Mato Grosso do Sul e em São Paulo entre o domingo e a segunda-feira.

Após um abril extremamente seco e quente, que levou a perdas de mais de 20% na produção de milho safrinha esse ano no Brasil, o mês de maio fecha com chuvas acima de média em vários pontos do Brasil e esse início de junho também está surpreendendo muita gente, principalmente da região do cerrado, onde não é muito comum chover nesse época do ano. Mas, infelizmente, para a produção de milho 2ª safra, essas chuvas chegam tarde. E o pior, no Paraná já tem produtor reclamando que essas chuvas estão atrapalhando a colheita do milho e provocando estragos nos grãos. O mesmo vem ocorrendo com cafeicultores do norte do Estado e também do sul de São Paulo, onde essas chuvas além de paralisar a colheita, também prejudicam a qualidade dos grãos, uma vez que desfavorece a secagem e eleva os teores de mofo nos grãos. Já para a cana de açúcar, apesar das chuvas estarem afetando o pleno andamento da colheita, estão mantendo os solos com bons níveis de umidade, contribuindo para que haja um bom desenvolvimento dos canaviais que irão ser cortados durante o segundo semestre de 2016.

Outro destaque para hoje é o frio, após a passagem de uma nova frente fria nesse final de semana, uma massa de ar polar deverá avançar pelo Sul do Brasil, levando a um novo declínio acentuado das temperaturas, com possibilidades até mesmo para ocorrências de geadas. O problema é que ainda não há como prever onde ocorrerão essas geadas e se irá pegar áreas produtoras de milho, café ou cana de açúcar. Desse modo, teremos que ficar atentos a esse sistema ao longo desses próximos dias, para ver o que, realmente, ela poderá fazer de estrago.

image001 image002 image003 image004 image005

Por: Marco Antonio

Outras Notícias