Café: Liquidez interna segue lenta para arábica e robusta

Categoria Geral - 21 de julho de 2016

As cotações internas do café arábica seguem firmes em julho, sustentadas pela desvalorização do dólar frente ao Real. Pesquisadores do Cepea indicam que alguns pequenos lotes da variedade têm sido negociados, mas, no início desta semana, o mercado esteve mais calmo.

Entre 30 de junho e 20 de julho, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, subiu 0,2%, fechando a R$ 501,38/saca de 60 kg na quarta-feira, 20. Para o robusta, apesar de a colheita estar praticamente finalizada, os negócios também seguem limitados. A forte seca no Espírito Santo fez com que a produção fosse a menor dos últimos anos, o que ainda sustenta os preços da variedade.

O Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6, peneira 13 acima, a retirar no Espírito Santo subiu 3,64% na parcial do mês, a R$ 413,77/saca de 60 kg na quarta, 20, patamar recorde, em termos reais (abaixo apenas dos valores observados em dezembro/11, quando a média real foi de R$ 412,95/saca de 60 kg).

Fonte: Cepea

Outras Notícias