Cepea avalia florada como responsável pela queda nos preços do café arábica

Agricultura - 17 de outubro de 2019

Especialistas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) apontam queda nos preços externos e internos do café arábica na primeira quinzena de outubro. Isso aconteceu por conta da expectativa de oferta depois da abertura de florada em importantes regiões produtoras.

Outro fator que pressionou as cotações foram as chuvas nos últimos dias, que devem auxiliar no pegamento das flores. Assim, de 30 de setembro a 15 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, registrou queda de R$ 23,55 por saca de 60 kg (ou 5,3%), passando de R$ 438,49/sc para R$ 414,94/sc.

Em relação ao canéfora (robusta), segundo colaboradores do Cepea, as chuvas registradas no final de setembro também favoreceram a abertura de mais uma florada no Espírito Santo e em Rondônia, além de auxiliar no pegamento das flores abertas anteriormente.

No entanto, esse cenário pressionou as cotações externas e internas neste início de outubro. Porém, a desvalorização da variedade foi menos expressiva que a do arábica, especialmente pela oferta restrita no Vietnã, que amenizou a queda dos futuros, e ao maior interesse pelos grãos brasileiros.

De 30 de setembro a 15 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 apresentou queda de 6,36 Reais por saca de 60 kg (ou 2,1%).

Fonte: Café Point


Outras Notícias