CESB reforça rigor na verificação e análise de dados

Categoria Geral - 21 de novembro de 2020

Com reposicionamento de marca e inteligência artificial, Comitê Estratégico

Soja Brasil quer incentivar boas práticas de produção e o cultivo de excelência

São Paulo, novembro de 2020 – A busca por medidas avançadas de sustentabilidade e pela constante excelência em produtividade exige inovação e forte atualização. Atento a essa demanda, o Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) adotou amplo reposicionamento de marca, pautado em pilares como atuação em rede, rigor na verificação e análise de dados, ambição pelo novo, busca pela simplicidade e pensamento direcionado a partir da perspectiva do produtor.

Nilson Caldas, Diretor de Marketing do CESB, explica que o reposicionamento de marca do CESB tem, entre seus principais objetivos, oferecer um serviço com inteligência artificial, que deverá entregar metodologias para estimular e ajudar os sojicultores a aumentarem sustentavelmente a produtividade. “A digitalização do conteúdo se torna, portanto, imprescindível para que o pilar do rigor na verificação e análise de dados seja ainda mais efetivo. Dia a dia, analisamos, estudamos e adotamos novas estratégias e processos de implementação de um CESB mais digital, mais moderno e que ofereça maior interação com seus diferentes públicos”, explica Caldas.

Dentro deste contexto, a digitalização do CESB já se iniciou e deverá incluir os conteúdos gerados pelas pesquisas e auditorias realizadas entre os participantes do abrangente e relevante Desafio CESB de Máxima Produtividade de Soja que nesta safra realiza sua décima terceira edição. Dentro de sua responsabilidade social pelo compartilhamento de informações relevantes para o incremento da média produtiva do cultivo, outra ação de destaque é o lançamento da pós-graduação Master em Tecnologia Agrícola – Soja, realizada em parceria com a Elevagro e o Centro Universitário Octávio Bastos (Unifeob). “Trata-se de um curso totalmente online, que reúne especialistas do Brasil nas áreas de Agronomia, Fisiologia, Fitotecnia, Solos, Sanidade e Gestão. A iniciativa reúne produtores e pesquisadores que visam entender como elevar as suas produtividades com sustentabilidade e rentabilidade”, afirma Nilson.

Durante este processo de reposicionamento de marca do CESB, a meta é que todos os conteúdos gerados pelo Comitê possam ser devidamente incorporados ao novo sistema que a organização tem desenvolvido, além de serem disponibilizados por redes sociais e ferramentas digitais, como newsletters e e-books, entre outros.

 “As primeiras ações neste sentido já foram iniciadas e devem seguir por um longo período, uma vez que atividades voltadas para o digital são renovadas constantemente, a fim de atendermos nossa ‘ambição pelo novo’, que é um dos novos pilares do CESB”, pontua Nilson Caldas.

Estão abertas as inscrições para o 13º Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja promovido pela organização, sojicultores de todo o Brasil poderão participar desta inciativa, realizando suas inscrições diretamente no site do CESB (www.cesbrasil.org.br), até o dia 31 de janeiro de 2021. As áreas inscritas precisam ter entre 2,5 e 10 hectares e os participantes podem concorrer em uma das duas categorias: plantio irrigado ou não irrigado (sequeiro), o Desafio CESB reconhecerá regionalmente e nacionalmente os melhores sojicultores do país, mas seu objetivo principal é estimular produtores e consultores rurais a investir em tecnologias sustentáveis que contribuem safra a safra para o aumento dos índices de produtividade média nacional.

Fonte: estratégia Comunicação


Outras Notícias