Clima preocupa mercado de grãos nos próximos dias

Previsão do Tempo - 15 de julho de 2016

Após um primeiro semestre de financeirização do mercado de commodities, com boa dose de predominância dos fundos, as condições climáticas voltam a orientar o setor neste início de segundo semestre.

As lavouras de soja e de milho, por ora, estão em condições muito boas nos Estados Unidos. “Só falta cantarem”, diz Daniele Siqueira, analista da AgRural, de Curitiba.

Apesar desse cenário confortável no campo, o mercado olha para as próximas semanas, quando o clima poderá não ser tão favorável.

Estão previstos intenso calor e falta de chuva a partir do dia 20 deste mês.

Mas Siqueira diz que as condições das lavouras de milho são tão boas que só mesmo uma catástrofe climática poderia interferir na produtividade.

As lavouras de soja, na fase de floração, também vão bem. Nessa fase, a planta suporta calor. Mas, se o clima desfavorável persistir em agosto, a oleaginosa passaria a ser afetada.

“Os fundamentos climáticos voltam a influenciar o mercado”, diz Siqueira, mas os fundos ainda continuam bastante posicionados, principalmente na soja.

Se nada atrapalhar a lavoura da oleaginosa, os fundos vão acabar se desfazendo de parte de seus contratos, derrubando os preços.

Por Mauro Zafalon, coluna Vaivém das Commodities

Fonte: Folha de S.Paulo

Outras Notícias