CNA destaca na Holanda compromisso do produtor brasileiro com clima

Agricultura - 11 de julho de 2019

O coordenador de Sustentabilidade da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Nelson Ananias Filho, apresentou o trabalho da entidade e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) voltado à produção sustentável e destacou o compromisso brasileiro com a adaptação do produtor rural à mudança do clima durante o painel sobre capacitação no NAP Global Network em Roterdã, na Holanda.

O evento é direcionado ao debate da participação do setor privado na elaboração dos Planos Nacionais de Adaptação à Mudança do Clima.

“O Brasil é protagonista na transferência de conhecimento e tecnologia para o produtor rural brasileiro. Vários países não têm o conhecimento para levar isso na ponta, ao contrário de nós brasileiros que fizemos um grande investimento em pesquisa para o aumento da produtividade com tecnologias cada vez mais eficientes”, afirmou.

Segundo Nelson Filho, os demais países ficaram interessados no trabalho do Senar e na possibilidade de promover parcerias para ter acesso ao conhecimento da entidade em capacitação e assistência técnica principalmente para pequenos e médios produtores rurais.

“Eles reconheceram os investimentos e ações do Brasil e houve muito interesse no portfólio de produtos que o Senar desenvolve. Como temos tecnologia, expertise e investimos na agricultura de baixo carbono, nosso desafio é levar isso à ponta, juntar conhecimento e produção para aumentar a resiliência e a adaptação da agricultura brasileira sem horizonte ou fronteiras.”

O coordenador falou ainda sobre os projetos que o País desenvolve voltados à adaptação do produtor rural às mudanças climáticas como o Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) e o Zoneamento Agrícola de Risco Climática (Zarc), além da legislação brasileira que trata de meio ambiente como o Código Florestal e a Lei Nacional de Recursos Hídricos.

“Todas essas ações se completam e mostram que nós temos realmente uma atividade muito focada no desenvolvimento sustentável, com tecnologia e expertise para levar isso a outros países e mercados,” afirmou.

Além do tema capacitação, o seminário debateu os tipos de financiamentos para os planos de adaptação. De acordo com Nelson Filho, o Brasil já tem um plano multissetorial que envolve todo o setor produtivo e está com o planejamento à frente dos demais países.

Fonte: CNA


Outras Notícias