Controle de custos pode contribuir para produtividade na ovinocultura

Agricultura - 1 de Março de 2018

Aumentar a rentabilidade na criação de ovinos. Este é o objetivo de quem atua neste segmento. Para explicar como o controle de custos pode interferir e ajudar para alcançar essa meta, o médico veterinário e consultor do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás), Tayrone Prado, vai abordar o assunto na 3ª Exposição de novas tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária (Expopec). O evento será realizado de 22 a 25 de março de 2018, no Parque de Exposição Hilton Monteiro da Rocha, em Porangatu (GO).

A palestra vai ocorrer no dia 24 de março, das 9h20 às 10 horas, e pretende mostrar ao público como o controle de custos é fundamental para a perenidade do processo produtivo na ovinocultura. Segundo Tayrone, é importante abordar o tema, isso porque o cenário atual nesta cadeia, no Brasil e em Goiás, é de demanda pelo produto superior a oferta no mercado interno. “Entretanto, ainda temos entraves para operar no mercado formal, devido a carência de plantas de abate”, diz.

Ele destaca que houve avanços nos últimos anos, principalmente na demanda e aceitação da carne ovina, mas que o mercado formal ainda é um problema para o avanço do consumo e disponibilidade nas gôndolas. “Para mudar isso, é preciso flexibilidade no tamanho das plantas de abate e desburocratização para atrair frigoríficos de outras cadeias a se adaptar ao abate de ovinos”, afirma.

Uma forma de chamar a atenção para tudo isso, explica Tayrone, é por meio de feiras e exposições, como a Expopec 2018. “São as ações isoladas que mais impactam o mercado de ovinos no estado”, enfatiza.  O palestrante reforça que Goiás não tem destaque no cenário nacional, mas que apresenta potencial devido à grande quantidade de famílias de origem árabe e a proximidade com Brasília.

Tayrone Prado é graduação em Medicina Veterinária na Universidade Federal de Goiás (UFG), possui mestrado em Ciência Animal e presta consultoria e instrutoria para o Senar e Senar Goiás. É também sócio-proprietário da Prado Assessoria e Planejamento Agropecuário.

tayrone prado

Expopec 2018 Consultor do Senar Goiás, Tayrone Prado, vai abordar o assunto na 3ª Expopec

A novidade deste ano da Expopec 2018 é que a exposição terá espaço para a parte de aves também. O evento, considerado um dos principais do Centro-Oeste voltado para a cadeia produtiva da carne, tem o objetivo de divulgar e apresentar as tecnologias direcionadas ao aprimoramento da produção de carne bovina, de aves, ovina/caprina e suína, além de discutir e apresentar o que há de mais novo no mercado nacional e internacional. Para a edição de 2018, a expectativa é receber mais de 20 mil pessoas e superar o volume de negócios efetuados em 2017, quando foram registrados R$ 30 milhões. A realização é da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás (Sebrae Goiás) e do Sindicato Rural (SR) de Porangatu.

Estão previstas palestras com renomados especialistas, técnicos e pesquisadores do segmento de pecuária no Brasil. Também vão ser realizadas oficinas e demonstrações, vitrine da carne, espaço para negócios, feiras de touros, exposição de animais, shopping de cavalos, capacitações, festival gastronômico e outras atividades. O público poderá conferir ainda o lançamento e a demonstração de novos produtos, equipamentos, máquinas e serviços.

Ficha Técnica

3ª Expopec

Data: 22 a 25 de março de 2018 (quinta a domingo)

Local: Parque de Exposições Agropecuárias ‘Hilton Monteiro da Rocha’

Endereço: Av. Brasília, Vila Rosa, Porangatu (GO)

Fonte: Comunicação/Faeg

Outras Notícias