Dólar alto segura preço da soja brasileira

Agricultura - 18 de outubro de 2019

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (17.10) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 0,14%, para a média de R$ 90,07/saca. Com isto, o acumulado do mês continuou subindo, atingindo 3,82%.

“A cotação da soja em Chicago teve alta de 0,38% e dólar voltou a subir (0,39%), fechando a R$ 4,1702, atingindo maior cotação de fechamento desde 23 de setembro. Isso influenciou os preços que os compradores ofereceram sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados, fazendo com que tivessem leve alta”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Pacheco.

No interior, o avanço foi maior, de 0,60%, para R$ 84,03/saca, contra R$ 83,53 do dia anterior, com o acumulado do mês também aumentando para 3,91%, contra 3,29% anterior. Os preços do mercado físico do Rio Grande do Sul tiveram leve redução para R$ 90,50, contra R$ 91,00 do dia anterior, no porto.

No mercado interno, Passo Fundo teve leve queda, para R$ 85,50, contra R$ 86,00 anterior, pagos pelas indústrias, mas em Ijuí o preço oferecido pelos exportadores teve queda de um real/saca, para R$85,50, contra R$86,50 no dia anterior.

COMPRAS CHINESAS

A China adquiriu sete cargos de soja brasileira, sendo 2 OC e 5 NC. “Alguém entende os chineses? Prometem comprar soja americana, não compram nada e compram somente do Brasil e eventualmente da Argentina. Pura estratégia”, comenta Pacheco.

Com isso, os prêmios da soja nos portos brasileiros subiram 6 cents/bushel para novembro, se manteve para fevereiro, subiram 3 cents para março e abril, subiram 4 para maio, 8 para junho e 5 cents para julho. No mercado intermediário de Paper de Paranaguá houve negócios para novembro a +83X, para fevereiro a +33H e +23H para março, a +16K para abril e +23K para maio.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems

Crédito: Pixabay


Outras Notícias