Estudo mostra que moscas podem transmitir o vírus da Peste Suína Africana

Agricultura - 15 de março de 2019

Um estudo realizado por cientistas dinamarqueses e financiado pelo Ministério do Ambiente e Alimentação da Dinamarca e pela Universidade Técnica da Dinamarca, aponta que moscas que tenham se alimentado do sangue de javali infectado pela Peste Suína Africana (PSA) antes de entrar nas propriedades de criação de suíno representam uma rota potencial para a transmissão da doença.

O ensaio foi realizado para tentar encontrar novas rotas de transmissão do vírus do PSA que pudessem explicar o surgimento da doença propriedade com alta biossegurança na Europa Oriental. Tentativas foram feitas para reproduzir a transmissão pela ingestão de moscas infectadas.

Para isso, 12 porcos de 8-9 semanas de idade foram utilizados, divididos em 3 grupos de 4 animais e alojados separadamente. O grupo 1 foi inoculado oralmente com sangue de um porco infectado. O grupo 2 também foi inoculado por via oral, ingerindo uma substancia homogênea de moscas ( Stomoxys calcitrans ). E no grupo e cada porco recebeu um bolo contendo 20 moscas intactas dentro deles.

Fonte: Suinocultura Industrial


Outras Notícias