EUA libera antibiótico para controle de greening

Agricultura - 26 de fevereiro de 2020

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) emitiu uma nova “aprovação de emergência” para o controle de greening (Huanglongbing, HLB) através da aplicação do antibiótico oxitetraciclina nos pomares de citros nos estados da Flórida e Califórnia – maiores produtores dessas frutas naquele país. A decisão do órgão regulador norte-americano foi discreta, sem alarde, comenta o portal espcializado FreshPlaza.

“Produtores têm utilizado amplamente o produto para combater o greening nos pomares. Contudo, o medicamento também é utilizado para o tratamento de tuberculose em humanos, por isso seu uso nas plantações levantou preocupação quanto ao aumento da resistência a antibióticos”, comenta o Portal dedicado à cadeia e setor de produtos frescos.

De acordo com informações deles, a decisão da Agência de Proteção Ambiental foi tomada no distante mês de Abril de 2019, mas só foi publicada no Registro Federal em janeiro de 2020 – e sequer foi divulgada pela EPA. Ainda segundo a decisão oficial, a autorização é válida até abril na Califórnia e até dezembro na Flórida.

O órgão governamental de controle justificou em seu despacho que o impacto do uso do antibiótico na agricultura é considerado “insignificante” quando comparado ao nível de antibióticos usados na pecuária, por exemplo. “A oxitetraciclina é uma ferramenta crítica usada pelos agricultores para controlar o greening, a doença cítrica mais grave do mundo”, afirmou o comunicado da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems

Crédito: Fundecitrus


Outras Notícias