Falta de chuva atrapalha safra da abóbora cabotiã

Agricultura - 21 de junho de 2018

Neiri Rodrigues deve colher 60 toneladas de abóboras, principalmente da variedade cabotiã. O volume é bem menor do que a expectativa inicial, que era de 100 a 120 toneladas.

A produtividade diminuiu porque o clima não ajudou. A falta de chuva atrapalhou o desenvolvimento dos frutos. Muitas abóboras não atingiram o tamanho adequado e, assim, comprometeram o lucro. Ele vende o quilo da abóbora por um preço que varia de R$ 0,65 a R$ 0,70.

O município de Itapeva é o maior produtor de abóbora cabotiã de São Paulo. O município tem 300 hectares cultivados. A produtividade média é de 12 toneladas por hectare, segundo a Cati, a Coordenaria de Assistência Técnica Integral. A região ainda é a que mais cultiva os outros tipos de abóbora. O plantio é feito em 900 hectares.

Visitamos outra propriedade do município. A produção de abóboras no local também está sendo bem menor.

Neiri Rodrigues diz que a falta de chuva vai impedir que ele colha as 200 toneladas previstas. O máximo que deve conseguir é metade disso.

Fonte: Nosso Campo

Imagens Créditos: Portal do Agronegocio

Outras Notícias