Ferramentas de precisão e big data invadem agricultura

Agricultura - 11 de janeiro de 2019

“Atualmente, há muito por trás do termo e também pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes”

A tecnologia está cada vez mais imergindo na agricultura e na produção de alimentos, principalmente com as ferramentas de precisão e também a big data. De acordo com o portal especializado hortalizas.com, aplicações de dose variável, endereçamento automático, mapeamento de campo e monitoramento de desempenho foram transformados em procedimentos operacionais padrão usados por muitos produtores de culturas básicas.

Segundo Robert Saik, fundador de “O Agri-Trend Group”, uma futurista indústria agrícola que está monitorando a tecnologia aplicável à agricultura, embora os produtores de culturas especializadas tenham ficado para trás em termos gerais ao adotar práticas de agricultura de precisão, o segmento está avançando rapidamente. Além disso, sistemas auto-endereçadores são comuns, e o mapeamento na forma de matrizes gradeadas dos campos de cultivo está avançando, permitindo a aplicação de doses variáveis de acordo com as necessidades de cada campo de cultivo.

“A agricultura de precisão é um tipo de termo nebuloso que realmente não descrever a indústria da melhor maneira. Atualmente, há muito por trás do termo e também pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes. A decisão mais importante que os produtores devem tomar nos próximos anos, ou até antes, é escolher a plataforma de dados necessária para gerenciar suas operações”, comenta.

Independentemente da plataforma escolhida pelos produtores, Saik diz que a agricultura está chegando a um momento muito interessante, no qual os produtores aproveitam o poder dos dados coletados por meio da amostragem da fertilidade de seus campos de cultivo. “Primeiro de tudo, precisamos de um sistema para capturar todos os dados; então precisamos de alguma maneira de interpretá-los logicamente”, conclui.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems

Outras Notícias