Geadas causam perdas 500 mil toneladas de trigo no Paraná

Agricultura - 25 de julho de 2019

O clima frio e, principalmente, as geadas, estão causando perdas para a cultura do trigo no estado do Paraná, com uma quebra que chega a 500 mil toneladas, segundo o especialista Luiz Fernando Pacheco, analista da T&F Consultoria Agroeconômica. Segundo ele, as informações foram divulgadas pelo governo do estado.

“A Secretaria de Agricultura do Paraná, através do seu Departamento de Economia Rural-DERAL, divulgou nesta quarta-feira seu primeiro relatório sobre as perdas com as geadas ocorridas entre os dias 6 e 8 deste mês, no estado. Na ocasião, a estimativa inicial da T&F era de uma perda de 350 mil toneladas, mas agora os técnicos atualizaram esta estimativa de perdas para 500 mil toneladas”, pontua.

Além disso, ele esclarece que “não se trata de ‘perda de qualidade’ (em que o trigo poderia servir para ração, por exemplo), mas sim, ‘perda de quantidade’ mesmo, porque a geada mata a planta, pelo congelamento do perfilho, havendo perda definitiva da produção. Com isto, a nova estimativa do potencial produtivo do estado passa a ser de 2,72 milhões de toneladas, cerca de 16,05% a menos do que a expectativa inicial, que era de 3,24 milhões de toneladas.

“A principal consequência disto é a manutenção e muito provavelmente a elevação dos preços do trigo daqui para frente, porque haverá uma sucessão de quebras e compensações. Como MG também teve quebra de safra, da ordem de 61,0% em relação à expectativa inicial da Conab (que estimou uma safra de 218 mil tons e, na realidade, o estado deverá colher apenas 85 mil toneladas), então os moinhos mineiros e goianos deverão se abastecer de aproximadamente 200 mil tons no PR que, assim, verá reduzida ainda mais a sua disponibilidade interna”, conclui.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems


Outras Notícias