Gestão compartilhada de energia é pauta da FPA

Agricultura - 11 de setembro de 2019

A reunião dos deputados que compõem a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) levantou a pauta da gestão compartilhada de energia no campo, que segundo os parlamentares precisa de uma solução. De acordo com o deputado Evair Melo (PP-ES), que é o segundo vice-presidente do colegiado, uma expertise do Espírito Santo pode ser considerada como uma solução.

Ele explica que essa parceria possibilita que o cooperador use o sistema fotovoltáico onde estiver, dividindo a eletricidade e os custos. “É uma forma de compactar o investimento, uma vez que a plataforma está disponível para inúmeros usuários de maneira remota”, comenta o parlamentar da FPA.

A plataforma cooperativa do Espírito Santo permite que os usuários tenham previsibilidade no custo da energia, que é limpa e renovável. O deputado também destacou que o sistema possibilita até 80% de redução na fatura, e descontos de 8% a 12% na conta de luz. A expectativa, segundo ele, é chegar a 2500 residências no estado no próximo ano, na cidade e no campo.

“Na região do oeste do Paraná, há inúmeras unidades da avicultura que já implantaram seus painéis solares e tem autossuficiência energética em suas propriedades. Vão levar seis anos para quitar o investimento, e antes do sistema fotovoltáico, gastavam cerca de R$ 20 mil de conta de luz, é muito bom para o produtor rural”, afirma o deputado Schiavinato (PP-PR), dizendo que a energia solar pode ser uma solução bastante interessante para o produtor rural, que precisa incessantemente de energia elétrica, principalmente para os avicultores, que dependem desse fator.

Fonte: Agrolink Por Leonardo Gottems


Outras Notícias