Há pouco espaço para mudança nas referências de preços do boi gordo

Agricultura - 1 de Março de 2018

Normalmente, nesta época, os varejistas estariam negociando com as indústrias para reabastecer as gôndolas, se preparando para a melhora sazonal das vendas de começo de mês, e isso daria fôlego aos negócios com o boi gordo.

Sem esse movimento, não há um viés definido que caracterize a conjuntura do mercado do boi gordo em todo o país.

Em algumas praças, como em Redenção-PA, as grandes indústrias, precisando completar escalas, abriram as compras da última quarta-feira (28/2) com ofertas maiores, puxando a referência para cima. Em Rondônia também houve negócios ocorrendo por valores até R$1,00/@ acima, embora o preço base da região esteja estável.

Por outro lado, em São Paulo, há quem tente pagar até R$2,00/@ a menos.

Em resumo, em todos as regiões, embora os compradores tentem, raramente se encontra espaço para recuos dos preços da arroba, já que os pecuaristas, com pastos abundantes, endurecem nas negociações.

Fonte:  SCOT CONSULTORIA

 Imagem Crédito: SCOT CONSULTORIA

Outras Notícias