Infocafé – 03/05

Categoria Geral - 15 de maio de 2019

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa, a posição julho oscilou entre a máxima +1,05 pontos e mínima de -1,05 fechando com -0,95 acumulando na semana -3,50 pts.

O dólar comercial fechou o dia em queda de 0,5%, cotado a R$ 3,9390. O movimento dos investidores no Brasil acompanhou as notícias do exterior. Os Estados Unidos divulgaram hoje dados sobre o mercado de trabalho em abril. O país criou 263 mil vagas no mês passado, e a taxa de desemprego caiu para 3,6%, a menor em quase 50 anos. Internamente, o mercado está em compasso de espera por notícias sobre a reforma da Previdência, que ficou parada no Congresso nesta semana devido ao feriado em 1º de maio (Dia do Trabalho). O texto está atualmente na comissão especial da Câmara dos Deputados, onde deve começar a ser analisado na próxima semana. Cabe à comissão debater a proposta apresentada pelo governo e fazer eventuais alterações. De acordo com o presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), o objetivo é concluir essa etapa e votar a reforma na comissão até junho.

A exportação brasileira de café em grão em abril (21 dias úteis) alcançou 2,684 milhões de sacas de 60 kg, o que corresponde a um aumento de 37,73% em relação a igual mês do ano passado (1,949 milhão de sacas). Em termos de receita cambial, houve elevação de 11,6% no período, para US$ 330 milhões em comparação com os US$ 295,7 milhões registrados em abril de 2018. Os dados foram divulgados há pouco pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia. Quando comparada com março passado, a exportação de café em abril apresenta queda de 16,35% em termos de volume – em março os embarques somaram 3,209 milhões de sacas. A receita cambial foi 20% menor, considerando faturamento de US$ 412,8 milhões em março passado. Nos primeiros quatro meses de 2019, foram embarcadas 12,033 milhões de sacas, aumento de 32,8% em comparação com o mesmo período de 2018 (9,062 milhões de sacas). A receita cambial no período cresceu 9,7%, de US$ 1,42 bilhão para US$ 1,559 bilhão. Fonte: Broadcast Agro.

A exportação mundial de café registrou queda de 3,8% em março passado em relação ao mesmo mês de 2018, passando de 11,42 milhões de sacas de 60 kg para 10,98 milhões de sacas. Os números fazem parte de relatório mensal da Organização Internacional do Café (OIC). Do volume total embarcado em março de 2019, 4,19 milhões de sacas foram de robusta, representando queda de 12,1% em comparação com igual mês de 2018 (4,77 milhões de sacas em março do ano passado). O volume de arábica no período subiu 2%, de 6,66 milhões de sacas para 6,79 milhões de sacas, informa a OIC. Nos primeiros seis meses do ano safra 2018/19 (outubro de 2018 a março de 1019), houve aumento de 4,1% nos embarques, saindo de 60,63 milhões de sacas em 2017/18 para 63,15 milhões de sacas. Nos últimos 12 meses, encerrados em março de 2019, a exportação mundial de arábica totalizou 79,51 milhões de sacas, em comparação com 75,9 milhões de sacas no período anterior. Já a exportação de robusta atingiu 43,9 milhões de sacas nos últimos 12 meses ante 45,2 milhões de sacas.

Fonte: Mellão Martini

 

 


Outras Notícias