Infocafé – 18/11

Agricultura - 19 de novembro de 2020

A bolsa de N.Y. finalizou a quarta-feira em alta, a posição março atingiu a máxima de +4,80 pontos fechando com +3,35 pts.

A moeda norte-americana encerrou o dia em alta de 0,21%, cotada a R$ 5,3411. O recuo do dólar nos últimos dias tem acompanhado a fraqueza da moeda norte-americana no exterior e refletido a percepção dos investidores de que o Banco Central deixou a porta aberta para recalibragem da oferta de swaps tradicionais (que funcionam como venda de dólar no mercado futuro). Recentemente, o otimismo em relação a uma vacina para a Covid-19 tem fornecido combustível para a busca por risco, com as farmacêuticas norte-americanas Pfizer e Moderna anunciando taxas de eficácia de 90% e 94,5% em seus testes em estágio avançado. Além disso, a vitória eleitoral do democrata Joe Biden nos Estados Unidos tem sido apontada como positiva para ativos de países emergentes, em meio a perspectivas de uma linha comercial menos dura na maior economia do mundo. Por outro lado, a disseminação da Covid-19 nas maiores economias do mundo e a retomada de lockdowns continuavam no radar dos investidores, fornecendo alguma cautela em meio a temores de que a economia global não consiga emergir da recessão causada pela pandemia.

O Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) atingiu volume de repasse nas linhas de crédito aos agentes financeiros superior a R$ 3,5 bilhões, representando 61% da programação inicial de R$ 5,7 bilhões da safra 2020/2021. Até o momento (17/11), foram disponibilizados R$ 1,18 bilhão para custeio, R$ 535 milhões para aquisição, R$ 1,4 bilhão para comercialização e R$ 417 milhões para capital de giro para indústrias de solúvel, torrefação e cooperativas de produção. Ao todo, são 30 agentes financeiros que assinaram contrato com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “O volume de recurso já liberado e disponível aos cafeicultores nesse início de safra é importante nessa fase de tratos culturais nos cafezais para garantia de boa produtividade”, ressalta o diretor de Comercialização e Abastecimento da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, Silvio Farnese. Para a safra atual, os juros foram definidos em até 5,25 % para Custeio, Comercialização e Aquisição – FAC (quando o beneficiário for cooperativa de cafeicultor) e de 6,75% para Capital de Giro e para FAC (demais beneficiários). A tabela detalhada dos recursos do Funcafé pode ser acessada no site do Mapa.

Fonte: Infocafé


Outras Notícias