Infocafé – 29/07

Agricultura - 30 de julho de 2020

A bolsa de N.Y. finalizou a quarta-feira em alta, a posição setembro oscilou entre a mínima de -0,35 pontos e máxima de +2,95 fechando com +1,95 pts. 

A moeda norte-americana encerrou o dia em alta de 0,35%, vendida a R$ 5,1748. O Federal Reserve decidiu manter as taxas de juros do país na faixa entre 0 e 0,25% e reforçou que usará todas as suas ferramentas “para apoiar a economia dos EUA neste momento desafiador”. A decisão pela manutenção dos juros já era esperada pelo mercado. O BC dos EUA também informou que vai manter os juros próximos a zero pelo tempo necessário para a economia se recuperar das consequências do surto de coronavírus, afirmando que a trajetória da atividade dependerá do curso do vírus. “Isso é bem o esperado”, disse Stan Shipley, analista de pesquisa macro da Evercore ISI em Nova York, observando que o Fed já fez muito. “O comunicado-chave será em setembro, quando eles fornecerem orientações futuras.” Investidores agora precisam observar se o Congresso pode concordar com novas medidas de apoio econômico. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que seu governo e os democratas no Congresso ainda estão divididos quanto a seus esforços para chegarem a um acerto sobre um projeto de alívio aos efeitos do coronavírus. 

A Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), no sul de Minas, considerada a maior exportadora do setor no mundo, informa que o trabalho de colheita dos cooperados avançou para 61,24% até sexta-feira da semana passada (24), em comparação com 52,15% na semana anterior, até o dia 17. Por região de atuação, até 24 de julho, a colheita de cooperados da Cooxupé em São Paulo estava mais adiantada, atingindo 74,32% ante 64,54% na semana anterior. No sul de Minas, os trabalhos de colheita atingiram 71,08% ante 62,91% no dia 17 de julho. No cerrado mineiro, o índice era de 42,77% em comparação com 32,42% há sete dias. Em 2019, nesta mesma época do ano, o desempenho da colheita estava em 82,04% do total (safra foi de bienalidade negativa). Em 2018, o índice era de 65,12%. Neste ano, a Cooxupé espera receber um total de 7,1 milhões de sacas de café tipo arábica, dentre as quais 5,6 milhões devem ser somente dos cooperados. A produção estimada dos associados – no sul e Cerrado de Minas Gerais e média mogiana do Estado de São Paulo – é de 10,3 milhões de sacas. A Cooxupé também espera comercializar 5,9 milhões de sacas, das quais perto de 5 milhões correspondem às exportações. 

Fonte: Mellão Martini


Outras Notícias