Modelos apontam para frio tão intenso quanto o ocorrido em 1985, quando foram registrados prejuízos para a agricultura

Categoria Geral - 5 de julho de 2019

Francisco de Assis Diniz, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, destacou ao Notícias Agrícolas as informações sobre a forte massa de ar frio que está se fazendo presente desde o Sul do Brasil, com temperaturas próximas a 0°C.

Essa massa de ar frio, contudo, deve pegar grande parte do Brasil, chegando também ao Norte e à região Nordeste. Uma situação semelhante ocorreu apenas em 1985 na climatologia.

A dimensão dessa massa de ar frio também é inusitada. Antes da chegada dela, houveram chuvas na região Sudeste, principalmente no litoral de São Paulo. Essa chuva também se fez presente no sul do Mato Grosso e no sul de Goiás.

Haverá uma mudança de temperatura significativa que será mais sentida a partir de segunda-feira na Bahia. Entre Alagoas e Sergipe esse efeito também irá ocorrer. As partes mais baixas da Bahia devem registrar temperaturas abaixo de 10°C e a Zona da Mata mineira deverá ter temperatura de 5°C a 6°C.

Como ainda há efeito da umidade, não tem risco de geada. Mas o Sul de Minas e o Sudeste, por sua vez, têm esse risco sim, já que as temperaturas rondam em torno de 0°C a 3°C.

No Sul do país, a condição de formação de geada é generalizada, podendo atingir a região de café do Paraná. Há condição, ainda, para queda de neve nas serras gaúchas e catarinenses de hoje até amanhã (6).
aúchas e catarinenses de hoje até amanhã (6).

Fonte: Notícias Agrícolas Por Aleksander Horta e Izadora Pimenta


Outras Notícias