Nematoides trazem prejuízos de R$ 35 bilhões ao Brasil todo ano

Agricultura - 7 de Março de 2018

A afirmação é do engenheiro Lucas Roel, que vai mostrar, durante a TECNOSHOW COMIGO, 
como é possível ter uma lavoura mais eficiente e livre de nematoides

Entender de que forma é possível manejar a lavoura e influenciar os parâmetros que compõem a produtividade da soja e do milho, assim como ter o melhor controle de nematoides na propriedade rural. Estes são objetivos da palestra ‘Como ter uma lavoura mais eficiente e o melhor controle de nematoides? ’, que será realizada no dia 12 de abril, das 15 às 16 horas, no auditório 2 do Centro Tecnológico COMIGO (CTC), em Rio Verde (GO), durante a TECNOSHOW COMIGO 2018. O tema será abordado pelos engenheiros agrônomos Lucas Roel e Marcelo Sathler, da empresa Stoller Brasil.

Gerente regional da empresa, Lucas revela que a estimativa é que os nematoides trazem prejuízos na ordem de R$ 35 bilhões ao Brasil anualmente. “Para se ter uma ideia da grandeza deste número, equivale a 35 mil colheitadeiras de alta performance. Considerando apenas a soja, estas perdas superam R$ 16 bilhões no país, equivalente a 200 milhões de sacas a menos produzidas. Estes organismos, ao penetrarem se movimentam nos tecidos das plantas para alimentarem-se, causam danos mecânicos e retiram nutrientes para o seu próprio sustento. Contudo, os danos maiores são geralmente devido à ação tóxica das substâncias que os nematoides injetam nas plantas. A formação de galhas nas raízes, por Meloidogyne spp., é um exemplo da ação direta destas substâncias. Elas também tornam as plantas mais suscetíveis ao ataque de outros patógenos, como fungos e bactérias e limitam o desenvolvimento das plantas”, enfatiza.

Segundo ele, hoje estão disponíveis no mercado sementes de potencial produtivo cada vez maior. “Entretanto, as médias alcançadas de produtividade têm sido apenas 30% a 50% do potencial, devido a fatores que ocorrem ao longo da safra e reduzem a expressão do potencial das plantas. Nesta palestra entenderemos como minimizar os impactos destes fatores adversos, maximizando o aproveitamento dos recursos usados pela planta como água, luz e nutrientes, que culminam em maior eficiência das plantas e produtividade das plantas”, explica.

Erros e avanços
De acordo com ele, muitos produtores ainda desconhecem os problemas e os benefícios do manejo e, desta forma, não conseguem tirar melhor proveito em campo. Mas Lucas afirma que é possível avançar. “Uma vez diagnosticadas as limitações de cada lavoura, é possível aplicar um manejo específico visando aumentar a eficiência daquelas plantas que permitem a obtenção de maiores produtividades”, diz.

TECNOSHOW COMIGO
Considerada uma das principais feiras de tecnologia rural do Brasil e a maior do Centro-Oeste, a TECNOSHOW COMIGO chega à sua 17ª edição, em 2018, com a expectativa de realizar mais de R$ 1,7 bilhão em negócios – recorde apresentado na edição de 2017. Realizada pela Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (COMIGO), o evento espera receber, neste ano, mais de 102 mil visitantes e 550 expositores de vários estados brasileiros e até de outros países, entre os dias 09 e 13 de abril, em uma área de 60 hectares do Centro Tecnológico COMIGO (CTC), em Rio Verde (GO). Durante os cinco dias de evento, serão apresentadas tecnologias e novidades em máquinas, veículos e equipamentos agropecuários, insumos e resultados de pesquisas, além de demonstrações e lançamentos de novas variedades de cultivares, plots agrícolas em vários experimentos, espaço ambiental, apresentações, palestras com especialistas renomados e dinâmicas de animais. Também serão disponibilizadas linhas de crédito e financiamento voltadas ao produtor rural, por meio de instituições financeiras, e atividades diversas pensadas para todos os envolvidos no agronegócio brasileiro.

FICHA TÉCNICA
17ª TECNOSHOW COMIGO
Data: 09 a 13 de abril de 2018 (segunda a sexta-feira)
Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) – Rio Verde – GO (Anel Viário Paulo Campos, Km 7, Zona Rural)
Horário: 8 às 18 horas
Serviço: Geração e Difusão de Tecnologias Agropecuárias, Exposição de Máquinas e Equipamentos, Palestras, Exposição de Animais e Dinâmicas de Pecuária.

Fonte: Voltz Comunicação

Outras Notícias