Produção de gado de corte no Brasil, EUA e Austrália em debate na Expopec

Agricultura - 6 de Março de 2018

Há uma tendência no mercado brasileiro de valorizar experiências, técnicas e tecnologias originárias de outros países. Mas o professor da Universidade da Flórida, João Vendramini, enfatiza que muitas informações trazidas ‘de fora’ podem ser erradas ou mal interpretadas pela cadeia produtiva brasileira. Por esse motivo, ele vai abordar o tema ‘Os exemplos que devemos (ou não devemos) seguir na produção de gado de corte dos Estados Unidos e da Austrália’ no dia 23 de março, das 16 às 16h40, na 3ª Exposição de novas tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária (Expopec), em Porangatu (GO).

De acordo com João, a intenção da palestra é traçar um paralelo de aspectos sociais, políticos e técnicos em produção de gado de corte no Brasil, Austrália e Estados Unidos. “Apresentaremos informações em manejo nutricional a pasto, cruzamento, qualidade de carne e política agrícola”, diz. Ele orienta que são dois países considerados ‘referência’ em produção de gado de corte, que têm muitas similaridades e diferenças com a produção brasileira.

Avaliação

João enfatiza que a produção de gado de corte no Centro-Oeste brasileiro, e particularmente em Goiás, é impressionante devido a quantidade de animais e potencial de produção de carne a pasto e confinamento. “A maioria da produção de gado de corte nos EUA e Austrália são conduzidos em locais com muitos desafios climáticos, que diminuem o potencial de produção destas áreas. No entanto, o clima ameno e a base genética Bos indicus em Goiás criam oportunidades para produção que não são encontradas em outros países”, reforça.

Expopec 2018

A novidade deste ano da Expopec 2018 é que a exposição terá espaço para a parte de aves também. O evento, considerado um dos principais do Centro-Oeste voltado para a cadeia produtiva da carne, tem o objetivo de divulgar e apresentar as tecnologias direcionadas ao aprimoramento da produção de carne bovina, de aves, ovina/caprina e suína, além de discutir e apresentar o que há de mais novo no mercado nacional e internacional. Para a edição de 2018, a expectativa é receber mais de 20 mil pessoas e superar o volume de negócios efetuados em 2017, quando foram registrados R$ 30 milhões. A realização é da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás (Sebrae Goiás) e do Sindicato Rural (SR) de Porangatu.

Estão previstas palestras com renomados especialistas, técnicos e pesquisadores do segmento de pecuária no Brasil. Também vão ser realizadas oficinas e demonstrações, vitrine da carne, espaço para negócios, feiras de touros, exposição de animais, shopping de cavalos, capacitações, festival gastronômico e outras atividades. O público poderá conferir ainda o lançamento e a demonstração de novos produtos, equipamentos, máquinas e serviços.

Ficha Técnica

3ª Expopec

Data: 22 a 25 de março de 2018 (quinta a domingo)

Local: Parque de Exposições Agropecuárias ‘Hilton Monteiro da Rocha’

Endereço: Av. Brasília, Vila Rosa, Porangatu (GO)

Fonte:  FAEG – FEDERAÇÃO DA AGRICULTURA DO ESTADO DE GOIÁS

Imagem créditos: Divulgação

Outras Notícias