Produção de gado de corte no Brasil, EUA e Austrália em debate na Expopec

Agricultura - 6 de Março de 2018

Há uma tendência no mercado brasileiro de valorizar experiências, técnicas e tecnologias originárias de outros países. Mas o professor da Universidade da Flórida, João Vendramini, enfatiza que muitas informações trazidas ‘de fora’ podem ser erradas ou mal interpretadas pela cadeia produtiva brasileira. Por esse motivo, ele vai abordar o tema ‘Os exemplos que devemos (ou não devemos) seguir na produção de gado de corte dos Estados Unidos e da Austrália’ no dia 23 de março, das 16 às 16h40, na 3ª Exposição de novas tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária (Expopec), em Porangatu (GO).

De acordo com João, a intenção da palestra é traçar um paralelo de aspectos sociais, políticos e técnicos em produção de gado de corte no Brasil, Austrália e Estados Unidos. “Apresentaremos informações em manejo nutricional a pasto, cruzamento, qualidade de carne e política agrícola”, diz. Ele orienta que são dois países considerados ‘referência’ em produção de gado de corte, que têm muitas similaridades e diferenças com a produção brasileira.

Avaliação

João enfatiza que a produção de gado de corte no Centro-Oeste brasileiro, e particularmente em Goiás, é impressionante devido a quantidade de animais e potencial de produção de carne a pasto e confinamento. “A maioria da produção de gado de corte nos EUA e Austrália são conduzidos em locais com muitos desafios climáticos, que diminuem o potencial de produção destas áreas. No entanto, o clima ameno e a base genética Bos indicus em Goiás criam oportunidades para produção que não são encontradas em outros países”, reforça.

joao vendramini

Expopec 2018 professor da Universidade da Flórida, João Vendramini será um dos palestrantes da Expopec 2018

A novidade deste ano da Expopec 2018 é que a exposição terá espaço para a parte de aves também. O evento, considerado um dos principais do Centro-Oeste voltado para a cadeia produtiva da carne, tem o objetivo de divulgar e apresentar as tecnologias direcionadas ao aprimoramento da produção de carne bovina, de aves, ovina/caprina e suína, além de discutir e apresentar o que há de mais novo no mercado nacional e internacional. Para a edição de 2018, a expectativa é receber mais de 20 mil pessoas e superar o volume de negócios efetuados em 2017, quando foram registrados R$ 30 milhões. A realização é da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás (Sebrae Goiás) e do Sindicato Rural (SR) de Porangatu.

Estão previstas palestras com renomados especialistas, técnicos e pesquisadores do segmento de pecuária no Brasil. Também vão ser realizadas oficinas e demonstrações, vitrine da carne, espaço para negócios, feiras de touros, exposição de animais, shopping de cavalos, capacitações, festival gastronômico e outras atividades. O público poderá conferir ainda o lançamento e a demonstração de novos produtos, equipamentos, máquinas e serviços.

Ficha Técnica

3ª Expopec

Data: 22 a 25 de março de 2018 (quinta a domingo)

Local: Parque de Exposições Agropecuárias ‘Hilton Monteiro da Rocha’

Endereço: Av. Brasília, Vila Rosa, Porangatu (GO)

Fonte: FAEG

Outras Notícias