Produtores de soja pedem apoio para aumentar a produtividade

Agricultura - 16 de julho de 2018

Concurso promovido pelo Comitê Estatístico Soja Brasil (Cesb) revela que com manejo certo podem ser colhidos quase 150 sacas de soja por hectare

Uma política pública voltada para os pequenos produtores de soja brasileiros com o objetivo de aumentar a produtividade de forma sustentável atendendo às exigências do mercado internacional. Essa foi a proposta apresentada pelo presidente do Comitê Estratégico da Soja Brasil (Cesb), Luiz Nery Ribas, ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, durante audiência nesta quinta-feira (12).

Ribas apresentou ao ministro um projeto desenvolvido pelo Cesb há 10 anos, chamado Desafio da Máxima Produtividade, que inclui concurso nacional com mais de 5.500 inscritos atualmente. Produtores rurais e seus consultores buscam demonstrar o crescimento da produção em suas fazendas em uma área limitada a 2 hectares.

A meta do concurso é colher seis mil quilos ou cem sacas de soja por hectare. No primeiro ano, foram apenas 140 inscritos e a produção máxima atingida foi de 82 sacas. Entre os mais de 5.500 produtores inscritos em 2016, houve produção de 149 sacas.

Para o pesquisador da Embrapa, Décio Gazzoni, que também participou da audiência, após os dez anos de estudos e experiências, há necessidade de que o governo elabore uma política pública voltada ao setor da soja, garantindo uma produção sustentável, tanto no sentido ambiental, quanto social, para atender exigências de clientes externos, como a União Europeia, China ou outro país.

“O que nós temos observado é que, quando aumentamos a produtividade, o custo de produção não aumenta na mesma proporção, aumenta menos. Então, a rentabilidade do agricultor é maior, o que permite que se ingresse com mais força no mercado internacional”, observou Gazzoni.

Na avaliação do presidente do Cesb, o apoio do governo é fundamental para estimular ainda mais o aumento da produção. Ele revelou que a experiência do concurso, ao longo dos anos, mostra que a cultura da soja tem grande potencial de crescimento, mas que é preciso assistência técnica que oriente o produtor rural no manejo do sistema produtivo como um todo, com a rotação de culturas, correção e perfil do solo, utilização de boas práticas agrícolas, entre outros fatores. O ministro disse que vai determinar estudos para verificar de que forma o governo poderá ajudar aos produtores.

Fonte: MAPA

Crédito Imagem: Domínio Público/Pixabay

Outras Notícias