Produtores mantêm boa qualidade de hortaliças

Agricultura - 25 de março de 2020

Na propriedade da família Pick, em Cerro Alegre Baixo, interior de Santa Cruz do Sul, nunca havia faltado água. Além de dois açudes que servem de reservatórios, eles mantêm um poço artesiano feito em pedra-ferro há mais de 40 anos, que serve para abastecer as casas e até irrigar mudas. Contudo, este vasto recurso hídrico está ameaçado com a forte estiagem no Estado.

Conforme o agricultor Roberto Pick, de 54 anos, o açude ao lado da casa precisou de manutenção. “Esse reservatório foi feito há cerca de 25 anos, nunca havia faltado água, é a primeira vez. Houve a necessidade de limpar e agora, com a seca, não temos mais nada”, lamentou. Nos fundos da propriedade ainda corre um arroio, agora fragilizado e quase sem forças para seguir seu curso.

Roberto planta junto com a esposa, Claudete Pick, 52 anos, 2 hectares de hortaliças, divididas entre couve, repolho, brócolis, couve-flor e alface. Para manter a produção, vendida semanalmente em feiras e mercados da região, o casal teve que buscar alternativas. A principal delas foi dosar a irrigação. “O ideal seria aguar mais vezes durante o dia. As hortaliças precisam de água. Hoje nós alternamos por área: em uma noite irrigamos em um lado, na outra, o outro. Só ligamos o sistema de noite porque, se colocar a água sob o sol quente, estraga a planta e perde o recurso”, disse.

Fonte: Gazeta do Povo

Crédito: DP Pixabay


Outras Notícias