Projeto nacional capacita produtores integrados de MS

Categoria Geral - 11 de fevereiro de 2019

Avicultores e suinocultores de Mato Grosso do Sul participaram da apresentação do Projeto CADEC Brasil, idealizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com o objetivo de capacitar produtores integrados de todo o Brasil e também para tratar sobre a Lei da Integração.

A reunião aconteceu na sede do Sindicato Rural de Dourados, e foi organizada pelo Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS em parceria com a Associação Sul-Mato-Grossense de Suinocultores (Asumas) e Associação de Avicultores de Mato Grosso do Sul (Avimasul). Atualmente no Estado contemplamos sete Comissões para Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (CADEC), com a participação de 32 membros.

A iniciativa tem, entre outros benefícios, a missão de possibilitar uma melhor remuneração para o produtor integrado a partir do compartilhamento de experiências e boas práticas. “A realidade que encontramos aqui em Mato Grosso do Sul é bem diferente de outros lugares. O avanço é maior, principalmente com o apoio oferecido pela Federação. Esse modelo vencedor deve ser replicado para outras regiões. O céu é o limite para o sucesso da atividade integrada”, explica a assessora técnica da Comissão Nacional de Aves e Suínos da CNA, Ana Lígia Leratti.

A analista técnica do Senar/MS, Fernanda Oliveira, que participou do evento, destaca que a instituição está empenhada em oferecer suporte técnico e capacitação para o setor. “A ideia é que o produtor participe de forma mais ativa das negociações com a agroindústria e que isso seja um processo natural”, comenta.

De acordo a equipe responsável pelo projeto, no primeiro ano de implantação já será possível visualizar resultados. O grupo tem uma extensa agenda nos próximos meses. A meta é atender pelo menos os principais estados produtores do país, que representam aproximadamente 90% da produção nacional.

Para o consultor jurídico da Comissão, Tiago Moreira de Carvalho, as principais dúvidas dos produtores estão relacionadas à remuneração, rescisões contratuais e ao direito e dever dentro da relação de integração. “É mito dizer que não existe a possibilidade do produtor negociar ou que a categoria não tenha força. É um setor que pode sim argumentar junto a CADEC e participar de modo mais efetivo”, explica.

O produtor José Gilberto da Cunha, atendido pelo Granja Plus, programa de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS, participou do encontro. “Essa inovação é muito interessante pois aprimora os produtores para as negociações futuras com a integradora e é preciso estar preparado. Não tenho dúvidas de que vai melhorar e os resultados serão positivos para todos”.

Participaram do encontro, o presidente da Avimasul, Adroaldo Hoffman; o presidente da Asumas, Alessandro Boigues; a analista técnica do Sistema Famasul, Eliamar Oliveira; entre outros produtores do setor.

Fonte: CNA

Outras Notícias