Saiba quais são as 3 maiores ameaças na safrinha

Agricultura - 6 de Março de 2018

Em pleno plantio do milho de segunda safra, popularmente chamada de “safrinha”,  são três os principais problemas enfrentados pelos produtores. De acordo com a Embrapa, o desafio nos próximos dias será o controle de insetos-praga como o percevejo-barriga-verde, a cigarrinha Dalbulus maidis e a lagarta-do-cartucho.

“O aumento da área plantada do milho segunda safra é uma realidade no País, que ultrapassou a produção da safra de verão. Essa mudança no sistema de cultivo alterou também o grupo de insetos-praga com que o produtor precisa se preocupar. Como o milho é plantado logo na sequência da soja, o percevejo-barriga-verde, que era considerado praga secundária do milho primeira safra, passou a ter status de praga primária. Isso porque o percevejo se alimenta da soja, e depois que o produtor colhe a leguminosa para plantar o milho, o percevejo fica na área e passa a se alimentar do milho, causando prejuízos caso medidas de controle não sejam tomadas”, explica a pesquisadora Simone Martins Mendes, da área de Entomologia da Embrapa Milho e Sorgo.

De acordo com Simone, a segunda maior vilã da safrinha é a cigarrinha Dalbulus maidis: “Essa praga se alimenta somente do milho. O pico populacional dela ocorre em março, após o aumento da sua população na safra de milho do verão. O problema, nesse caso, é a transmissão dos enfezamentos para a planta, acarretando sérios prejuízos para o agricultor. Independentemente da época, é ainda a maior dor de cabeça do produtor de milho, mesmo com o cultivo do milho transgênico”.

Por fim, advertem os especialistas da Embrapa, o produtor deve estar sempre atento às lagartas, principalmente as polífagas, como a Spodoptera frugiperda e a Helicoverpa armigera. Eles afirmam que a melhor relação custo x benefício segue sendo o monitoramento constante da lavoura. “Deve-se fazer a aplicação de produtos para controle das pragas somente quando o nível de dano econômico for atingido”, diz a Embrapa.

Fonte: AGROLINK –Leonardo Gottems

Imagem créditos: PESSOA, Marina – Embrapa

Outras Notícias