Semana começa gelada no Centro-Sul

Previsão do Tempo - 18 de julho de 2016

Após a passagem de uma frente fria pela regiões Sul e Sudeste, onde provocou chuvas em diversas localidades dessas regiões, paralisando as atividades de colheita, mas proporcionando a elevação dos níveis de umidade do solo, beneficiando o desenvolvimento as culturas de inverno, uma massa de ar de origem polar avança por todo o Centro-Sul provocando a queda brusca das temperaturas. Assim, a segunda-feira amanhece gelada e com os termômetros marcando temperaturas negativas em vários municípios, principalmente do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Há formações de geadas de moderada a forte intensidade nesses Estados, como também no sul do Paraná. Ainda é muito cedo para receber relatos de perdas, mas devido a ocorrência de temperaturas abaixo de 1°C, como na região de Toledo-PR, onde os termômetros as 4h00 marcavam 0,7°C e em Cascavel, 1,6°C há grande possibilidade de que lavouras de trigo tenham sido afetadas, já que na região oeste paranaense mais de 6% das lavouras já se encontram na fase de florescimento – fase essa bastante suscetível a geadas. Não há registros, pelo menos até o momento, de danos em culturas de café e de cana de açúcar.

E a semana será de tempo estável e sem previsões para chuvas, em praticamente todo o Brasil, só há previsão para chuvas na faixa norte da região Norte e também sobre o litoral baiano. Sendo que as chuvas só deverão retornar no começo da semana que vem e mesmo assim, somente sobre a região Sul. Esse tempo mais firme será consequência da presença dessa massa de ar polar, que impedirá a entrada de frentes frias. Assim a semana será marcada pelas temperaturas baixas no Centro-Sul, porém a partir dessa próxima madrugada a previsão é de que haja uma pequena elevação das temperaturas e assim, a probabilidade de ocorrência de novas geadas diminuem muito para esses próximos dias.

Alerta Agroclimático - 18 de julho de 2016Alerta Agroclimático - 18 de julho de 2016

Alerta Agroclimático - 18 de julho de 2016

Por: Marco Antônio dos Santos, agrometeorologista

Outras Notícias