Soja tem estabilidade em Chicago nesta 5ª feira e se posiciona à espera do novo USDA

Agricultura - 11 de julho de 2019

Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago trabalham com estabilidade na manhã desta quinta-feira (11), dia de novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Por volta de 7h50 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 0,25 e 0,50 ponto, com o agosto valendo US$ 8,93 por bushel. O novembro tem US$ 9,11.

O mercado mantém sua defensiva à espera dos números que a instituição traz às 13h (horário de Brasília), e que poderia, segundo expectativas, cortar a safra de soja dos EUA em algo entre 7 e 8 milhões de toneladas.

Como explicam os analistas, depois da divulgação dos números, o mercado deverá se voltar aos mapas climáticos dos EUA – que mostram menos chuvas e um pouco mais de calor nos próximos dias – e ao desenvolvimento das lavouras norte-americanas.

Ainda nesta quinta-feira, o mercado espera também pelos números das vendas semanais para exportação que serão reportados pelo USDA. As expectativas dos traders variam de 250 mil a 750 mil toneladas.

E no radar permanecem as negociações entre China e Estados Unidos, retomadas nos últimos dias para buscar um final para o conflito comercial que já dura mais de um ano.

Fonte: Notícias Agrícolas Por Carla Mendes

Outras Notícias