Startup cresce durante período de quarentena

Categoria Geral - 22 de maio de 2020

Perfect Flight registra em um mês aumento de superior a 30% na procura por seus serviços, seguindo a tendência apontada pela consultoria MacKinsey de que o uso da tecnologia no campo deve aumentar no pós-pandemia

Com a pandemia causada pela covid-19 e o país em quarentena, vários setores passam por adaptações na forma de trabalhar, inclusive no campo. Com isso, ferramentas online como a da Perfect Flight, startup de gestão aérea de defensivos agrícolas, ganham popularidade. A AgTech tem se destacado com ações nas redes sociais e participações em webinars, atraindo mais parceiros e clientes. Do final de março para cá, o crescimento é de cerca de 30% e vai ao encontro de tendências de mercado observadas em pesquisas.

A consultoria McKinsey, em estudo recente feito com 750 agricultores de cinco culturas diferentes em 11 estados, indica que 85% dos produtores rurais já usam aplicativos de mensagens e realizam compras online. Os dados mostram que o hábito de compra de insumos agrícolas pela internet no Brasil é de 36%, maior inclusive do que nos Estados Unidos, em que esse indicador não ultrapassa 24%. Além disso, 47% já utilizam pelo menos uma ferramenta de agricultura de precisão. “Isso demonstra o desejo do produtor de digitalizar o cada vez mais o dia a dia no campo. Ele também identifica que a tecnologia proporciona um trabalho mais assertivo, seguro e sustentável”, explica o gestor de operações da AgTech, Leonardo Luvezuti,

Ainda de acordo com as informações divulgadas pela empresa de consultoria, esse cenário deve se intensificar pós-pandemia da Covid-19, pois mesmo aqueles que ainda resistiam ao uso da tecnologia digital estão utilizando as ferramentas neste momento por necessidade. “Depois do processo de adaptação, a expectativa é de que a adoção dessas soluções seja irreversível e crescente”, pontua Leonardo.

A sustentabilidade, inclusive, tem sido pauta frequente no agronegócio, principalmente levando-se em conta que muitos produtores visam retomar ou iniciar as exportações pós-covid-19. Leonardo explica que muitos países exigem uma gestão responsável comprovada de toda a safra e o sistema da Perfect é uma ferramenta importante nesse sentido. “Com gráficos e dados gerados após cada pulverização aérea, o produtor tem o controle exato da quantidade de defensivo usado em sua safra, da proteção das áreas do entorno e pode repassar esses relatórios na venda do seu produto, aumentando o valor agregado”, explica.

Durante a quarentena, foi possível levar mais esclarecimentos sobre a importância da tecnologia no campo. Até agora, representantes da empresa participaram de 12 webnars, o que demonstra o interesse do produtor e empresários do agronegócio em buscar informações. “É significativo o fato de que o interesse pela tecnologia vem ganhando mais espaço”, explica Leonardo.

Sobre a Perfect Flight

Fundada em São João da Boa Vista, interior do estado de São Paulo, em 2015, pelos empresários Kriss Corso e Josué Corso, a Perfect Flight foi desenhada para suprir falhas de rastreabilidade na pulverização de defensivos agrícolas. Uma equipe de especialistas desenvolveu um sistema computacional em nuvem capaz de ler os dados gravados nos arquivos do GPS da aeronave e gerar um relatório com um mapa visual da aplicação e informações que possibilitam analisar a qualidade da ação. É uma ferramenta que permite visualizar com precisão, por meio de mapas e índices, qual foi a qualidade e o rendimento da atividade, evitando sobreposições e desperdícios.

Atualmente, o sistema também oferece um relatório ambiental, que mostra os parâmetros de segurança de áreas restritas. Além da sede em São João da Boa Vista, a Perfect Flight tem um escritório em Ribeirão Preto (SP) e faz parte do hub de inovação da Raízen, o Pulse, em Piracicaba (SP). Seguindo o crescimento da startup, em 2019, foi anunciada a entrada de um novo investidor, o empresário Norival Bonamichi.

Fonte: ComTexto Comunicação


Outras Notícias