Pastagens – Cientistas priorizam melhoramento de forrageiras 

As pesquisas de melhoramento genético impulsionam a atividade pecuária

Pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) elencaram as prioridades para a aplicação práticas de melhoramento genético em culturas forrageiras tropicais. De acordo com a Embrapa, as pastagens tropicais são o principal vetor da competitividade da pecuária brasileira.

A pesquisadora da Embrapa Gado de Leite, Ana Luisa Azevedo, explica que as prioridades para o melhoramento de pastagens são elencadas em quatro quesitos diferentes. Segundo  ela, devem ser implementadas técnicas de sequenciamento de genomas; Identificação de genes associados à tolerância ao calor, seca, inundação, resistência a cigarrinha-das-pastagens e valor nutritivo; Implementação de seleção genômica e desenvolvimento e Uso de ferramentas de fenotipagem em larga escala.

Segundo o pesquisador da Embrapa Gado de Leite, Juarez Campolina Machado, as pesquisas de melhoramento genético estão impulsionando a pecuária no Brasil. Ele acredita que fatores como alterações no clima, expansão demográfica e exigências da sociedade por uma agropecuária sustentável, se levados em conta, conseguirão fazer com que o setor cresça ainda mais. “As forrageiras de origem africana, bem adaptadas às condições brasileiras, são a mola propulsora da nossa pecuária”, comenta.

Outro fator abordado pelo cientista foi o uso das ferramentas genômicas nos programas de melhoramento. Para ele, a utilização dessa técnica ainda é muito limitada no setor de pastagens. “Essas ferramentas são necessárias para enfrentarmos os principais desafios da criação de novas cultivares de forrageiras tropicais”, conclui.

Fonte: Embrapa

Crédito: Domínio Público/Pixabay